Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

RTV: Nova mesa de negociação está marcada para esta terça-feira (14)

RTV: Nova mesa de negociação está marcada para esta terça-feira (14)

A Campanha Salarial de Rádio e TV no estado de São Paulo está em pleno vapor. Na última sexta-feira (10), a categoria se reuniu em assembleias virtuais e reafirmou a importância da pauta de reivindicações completa: das cláusulas econômicas às sociais.

Com a inflação em disparada, jornalistas pedem não só a reposição inflacionária nos salários como a volta da PLR. Já nas cláusulas sociais, a categoria reivindica não só a extensão da licença-maternidade e da licença adoção como cláusulas que dizem respeito ao exercício profissional, como o acúmulo de funções.

Confira a pauta completa aqui.

Na busca de uma negociação, os jornalistas empregados em emissoras de rádio e TV em todo o estado de São Paulo pleiteiam a reposição da inflação do período (10,9%), mais 4,5% referente a perdas salariais anteriores, sendo 2,25% pagos retroativos à dezembro de 2021 e o restante somente em setembro de 2022.

Por enquanto, a oferta dos patrões foi de 4% frente a uma inflação de 11%. A próxima rodada de negociação está agendada para esta terça-feira, dia 14.

“A proposta patronal é inconcebível e vamos ter que lutar muito, mas temos consciência de que se ficarmos unidos e organizados vamos conseguir bater de frente e lutar por aquilo que é justo, que são nossos direitos, nossos salários e nossa dignidade”, reafirmou o presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, Thiago Tanji.

>>> Leia todas as notícias sobre a campanha salarial

 

 

O SJSP precisa de você! 
Para que o Sindicato dos Jornalistas de SP continue a desenvolver o seu trabalho em defesa dos interesses da categoria, é fundamental a participação de tod@s na construção e no fortalecimento da entidade. Sindicalize-se! A mensalidade é de 1% do salário (com teto de R$ 60 na capital e de R$ 38 no interior) ou de R$ 60 e R$ 38 fixos (capital e interior) para quem não tem vínculo empregatício. O processo de sindicalização é online.  Veja aqui.

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo