Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Sindicalize-se e diga “não” à precarização

Sindicalize-se e diga “não” à precarização no jornalismo

A conjuntura de ampla retirada de direitos trabalhistas se aprofunda no país em meio ao golpe à democracia. Na contramão do desenvolvimento, a “reforma” trabalhista não vai gerar mais vagas, mas transformar o trabalho decente em precário, como ocorreu em outros países que flexibilizaram a legislação, apontam estudos da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Neste cenário, a sindicalização é ainda mais importante, pois só união dos jornalistas é que fortalece o embate para melhores condições de trabalho aos profissionais.

Por isso, com o mote “Quando você diz sim ao Sindicato, diz não às demissões e à precarização do trabalho“, o Sindicato dos Jornalistas dá continuidade à Campanha Permanente de Sindicalização, que pode ser feita pela internet acessando http://bit.ly/sindicalizajornalista

Atendimento jurídico especializado na área do jornalismo, planos de saúde e odontológico com valores diferenciados, desconto em convênios, cursos e nos produtos e serviços dos vários parceiros do Sindicato dos Jornalistas estão entre os benefícios da sindicalização. 

Os sindicalizados e seus dependentes também têm descontos, entre outros, em universidades, hotéis, pousadas, colônias de férias, bares e restaurantes, teatros, cinemas, parques, seguros e escolas de idiomas.

Também é a sustentação do Sindicato que permite a manutenção das atividades para conquistar mais direitos trabalhistas, para promover a luta organizada e a participação ativa nas mesas de negociação de campanhas salariais.

Para os jornalistas da capital a mensalidade dos associados é R$ 58 e, para jornalistas do interior e litoral, é de R$ 34, valores definidos conforme deliberação dos profissionais em assembleia.

Como se sindicalizar
1 – Preencha e envie a ficha de sindicalização resumida no http://bit.ly/sindicalizajornalista
2 – Depois de encaminhar o formulário pela internet, o jornalista será contatado pelo atendimento do Sindicato para completar a sindicalização enviando cópia dos documentos necessários, entre os quais RG, CPF, Carteira de Trabalho, diploma, MTb, além de uma foto 3 x 4.

Quem tem MTb, mas não tem diploma de  jornalismo também pode se sindicalizar. Neste caso, é preciso comprovar o exercício da profissão, de forma remunerada e habitual, nos últimos 12 meses.

Estudantes
Quem é estudante de jornalismo podem fazer a pré-sindicalização pagando mensalidade com valor diferenciado e aproveitando os mesmos descontos em produtos, serviços, nos planos de saúde e odontológico, nos cursos, palestras e workshops realizados pelo Sindicato dos Jornalistas.  

Basta preencher o formulário no  http://bit.ly/sindicalizaEstudante. Depois do envio, o SJSP fará contato para completar a sindicalização. Neste caso, é necessário cópia do RG, CPF, Carteira Profissional, comprovante de pagamento ou declaração de matrícula na faculdade e duas fotos 3 x 4.

Confira outras informações sobre a sindicalização ou saiba mais sobre os convênios.

Escrito por: Flaviana Serafim – Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo