Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Jornalistas rejeitam proposta patronal e votam indicativo de paralisação

Jornalistas rejeitam proposta patronal e votam indicativo de paralisação

Em assembleia virtual realizada nesta sexta-feira, 22,  cerca de 150 jornalistas aprovaram um indicativo de paralisação como resposta à intransigência das empresas de jornais e revistas da capital. 

Na última mesa de negociação entre o Sindicato dos Jornalistas e os patrões,  que aconteceu na quinta-feira (21), as empresas apresentaram uma proposta de reajuste de 5% para salários até R$ 10 mil; quem recebe vencimentos acima desse valor contaria com um reajuste fixo de R$ 500. 

A cláusula de multa da PLR foi recolocada à Convenção Coletiva, reflexo direto da pressão exercida pela categoria nessas últimas semanas, com assembleias cheias e participativas, ações nas redes sociais e outras mobilizações. 

Na assembleia, o conjunto de jornalistas decidiu enviar uma contraproposta aos patrões, visando chegar ao reajuste pela inflação a partir de um escalonamento:
– Reajuste de 5% nas cláusulas econômicas, a partir de 1º de junho de 2021
– Reajuste de 3,72% nas cláusulas econômicas, a partir de 1º de novembro de 2021
– Manutenção da multa da PLR, com reajuste de 8,9% referente à inflação

Além disso, uma proposta para um indicativo de paralisação foi aprovado de maneira unânime. Para a próxima semana, o planejamento é realizar reuniões por redação, para que a categoria possa debater as possibilidades de mobilização em cada ambiente de trabalho. 

Uma nova mesa de negociação está programada para a próxima quinta-feira, 28 de outubro. Desta maneira, uma assembleia de jornalistas já está marcada para sexta-feira, 29 de outubro. 

Com a inflação em descontrole e com a piora nas condições de vida da categoria, as e os jornalistas têm interesse em fechar o quanto antes esta campanha salarial. Mas, para isso, exige que as empresas façam a devida reposição dos salários pela inflação. Contra o arrocho, por nossos direitos, participe das mobilizações e faça parte desta luta!

 

O SJSP precisa de você! 

Para que o Sindicato dos Jornalistas de SP continue a desenvolver o seu trabalho em defesa dos interesses da categoria, é fundamental a participação de tod@s na construção e no fortalecimento da entidade. Sindicalize-se! A mensalidade é de 1% do salário (com teto de R$ 60 na capital e de R$ 38 no interior) ou de R$ 60 e R$ 38 fixos (capital e interior) para quem não tem vínculo empregatício. O processo de sindicalização é online.  Veja aqui.

 

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo