Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Vai e Vem do Mercado (Moagem) – 16/10 a 24/10

Vai e Vem do Mercado (Moagem) - 16/10 a 24/10


trocatroca

 

Prêmio Esso 

– Foram anunciados nesta 3ª.feira (14/10) os 68 trabalhos finalistas do 59º Prêmio Esso de Jornalismo, de um total de 1.047 trabalhos inscritos, sendo 519 reportagens e séries de reportagens impressas, 175 trabalhos fotográficos, 291 trabalhos de criação gráfica (Jornal, Revista e Primeira Página) e 62 trabalhos de telejornalismo. Destes, foram selecionados 35 de texto, 15 de criação gráfica, dez de fotografia e oito de telejornalismo, e entre eles serão escolhidos os vencedores das 12 categorias (a lista completa está no Portal dos Jornalistas). Foram 31 os jurados que participaram da Comissão de Seleção.

– Além do prêmio principal, que leva o nome do programa, fixado em R$ 30 mil, e do Prêmio de Telejornalismo, estabelecido em R$ 20 mil, serão distribuídos R$ 10 mil para as categorias de Reportagem e Fotografia. As de Informação Econômica; Informação Científica, Tecnológica ou Ambiental; Educação; Criação Gráfica Jornal e Revista; e Primeira Página receberão R$ 5 mil cada e R$ 3 mil para cada um dos quatro prêmios regionais. Todos em valores brutos.

– Na Fotografia, o Estadão vem com três candidatos, já que O Globo preferiu inscrever o hors concours Sebastião Salgado na categoria Informação Ambiental. A essas categorias temáticas comparecem principalmente os “jornalões”, mas estão na disputa as revistas Exame, Época e Piauí. Em ano de Copa do Mundo, é natural que o tema predominasse na Primeira Página, e houve espaço para a criatividade regional. E entre os Regionais, destacam-se em número os finalistas do Correio Braziliense, no Centro-Oeste, do Estadão, no Sudeste, e da Zero Hora, no Sul. Mais bem distribuídos estão os candidatos do Norte/Nordeste, todos eles de veículos diferentes. No Telejornalismo, Record e Band têm três indicações cada, e disputam o prêmio com trabalhos da TV Brasil e SBT.

– Os ganhadores desta edição serão conhecidos no dia 15 de novembro e a cerimônia de premiação está marcada para o dia 2 de dezembro, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.


Demissões

–  Por motivos e processos distintos, Xico Sá e Matheus Leitão Netto deixaram na última semana a Folha de São Paulo. Xico, há mais de 20 anos no jornal (entre muitas idas e vindas, como ele próprio ressaltou), escrevia uma coluna no caderno de Esporte e decidiu sair depois de não poder publicar uma crônica em que criticava a cobertura eleitoral da imprensa e declarava voto em Dilma Rousseff. Matheus foi dispensado de surpresa após quatro anos como repórter investigativo do jornal na sucursal de Brasília.

– Sobre a saída dele, Sérgio Dávila, editor executivo da Folha, informou que “em sua última coluna semanal, que seria publicada no sábado (11/10) no caderno Esporte, ele declarava voto num dos candidatos à corrida presidencial, o que fere a política do jornal, segundo a qual os colunistas devem evitar fazer proselitismo eleitoral em seus textos. Se quiserem, podem escrever artigo em que revelam seu voto e defendem candidatura na página A3 da Folha. Esta opção foi dada a Xico Sá, que recusou a oferta”.

– Xico deve seguir atuando como escritor (sua mais recente obra é O livro das mulheres extraordinárias, editado pela Três Estrelas) e com as participações nos programas Saia Justa (GloboNews), Amor&Sexo (TV Globo), e Extra-Ordinários e Redação SporTV (SporTV).

 

R7

– Após cinco anos de atividades, o R7 mudou a estrutura de alguns departamentos e criou novas diretorias com foco principal na utilização massiva de vídeos em todas as suas áreas, principalmente na R7TV. Com isso, o Conselho Diretor do portal passa a ser composto por Aline Sordili, diretora de Operações, responsável pelas áreas de TI, administrativo, praças e relações institucionais; André Forastieri, diretor de Novos Negócios, responsável por toda receita não-publicitária, promoções e eventos; Cláudia Caliente, diretora de Parcerias e Projetos; Luciano Vaz, diretor Comercial e de Marketing; e Luiz Pimentel, diretor de Conteúdo. Roberta Lindenberg assume a Assessoria da Direção Geral para acompanhar o fluxo junto aos diretores. Enquanto o projeto é implementado, Antonio Guerreiro, diretor geral de Novas Mídias de Record e R7, ocupará interinamente a diretoria da R7TV, com o mesmo status das demais. Segundo ele anunciou em comunicado interno, algumas gerências e editorias também foram alteradas e cada equipe será informada por seu respectivo diretor.

 

Valor Econômico

–  Eduardo Belo regressou nesta 4ª.feira (15/10), ao Valor Econômico, na editoria de Brasil, onde havia trabalhado em 2000. Mas esta é sua terceira passagem pelo jornal e ali chega para substituir por um ano Luciano Máximo, que está em Londres para uma temporada de estudos. Eduardo fica na pauta e Lígia Guimarães passa para a reportagem. Nos últimos cinco anos ele se dedicou à Belaletra Editora, da qual foi sócio até dezembro passado.

– Ainda no Valor, Cláudia Facchini deixa a casa para tocar projetos pessoais e para seu lugar, na cobertura de Energia no caderno Empresas, foi deslocada Natalia Viri, que estava na editoria de S/A do Valor PRO.


Folha de São Paulo

– Na Folha de S.Paulo, Heloisa Brenha saiu de Cotidiano, onde era repórter, e passou a adjunta de Treinamento, no lugar de Alessandra Balles, agora editora da revista São Paulo. Uma curiosidade: o marido dela, Daniel Bergamasco, é editor da concorrente Veja SP.

– Novidades também na Record News: a editora de texto do Jornal da Record News Daniela do Canto deixou a emissora de mudança para o interior de São Paulo. Para sua vaga chega Matheus Wilson Rodrigues, transferido do Departamento de Comunicação da Record.

Adolpho Queiroz, professor da Universidade Mackenzie e membro da Intercom, Evaldo Vicente, presidente do 41º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, e Leticia Ciasi, aluna do curso de Publicidade da Universidade Mackenzie, lançaram em Piracicaba o livro Cáxara de Forfe. A obra é composta por 45 artigos, escritos por integrantes do Conselho Consultivo do Salão, jornalistas editores de cultura, e professores universitários e pesquisadores do assunto. Os textos são análises de obras premiadas nos 40 anos da exposição, que teve sua 41ª edição encerrada no domingo, 12 de outubro. O título, em “caipirês” de Piracicaba, significa Caixa de fósforos. Mais informações no 19-3403-2600.

 

Agenda

– O presidente da UBE – União Brasileira de Escritores Joaquim Maria Botelho lança na próxima 4ª.feira, 22/10, o romance Costelas de Heitor Batalha – Os prazeres e as dores de um anti-herói, pela Generale. A partir das 19h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (av. Paulista, 2.073).

– 16/10 (5ª.feira) –  A Abracom promove o curso Contratos com Base no Guia de Produtos e Serviços para gestores de agências de comunicação, com a advogada Vanessa Álvares. Das 9h às 16h, na sede da entidade (rua Pedroso Alvarenga, 584, conj. 51). Informações e inscrições pelo eventos@abracom.org.br ou 11-3079-6839. 

– 18/10 (sábado) –  Para celebrar seis anos de vida, o programa Caminhos Alternativos, da CBN, prepara uma edição especial ao vivo e com plateia. Com apresentação de Fabíola Cidral e Petria Chaves, receberá convidados especiais, como o sócio e cofundador da Natura Luiz Seabra, o professor Tião Rocha, o escritor Satyaprem e o urbanista Edgard Gouveia Júnior. A partir das 9h, no Itaú Cultural (av. Paulista, 149). Os ingressos, gratuitos, serão distribuídos com uma hora de antecedência.

– No mesmo dia, das 9h30 às 12h, a Câmara Municipal de São Paulo promove a palestra O profissional de relações públicas e a atuação no setor público. O encontro faz parte do Ciclo de Debates em Comunicação promovido pelo órgão. Na Sala Sérgio Vieira de Melo (viaduto Jacareí, 100). A entrada é franca.


Curtas

– O Museu da Língua Portuguesa (praça da Luz, s/nº) inaugurou nesta 3ª.feira (14/10) a mostra Este jornal também é uma piada, que marca os 50 anos do golpe de 1964 com 17 obras selecionadas do Salão Internacional de Humor de Piracicaba. A exposição ficará aberta no saguão do 3º andar até 30 de novembro. O museu funciona de 3ª a domingo, das 10h às 18 horas.

– Para marcar a inauguração de seu novo escritório, o Grupo Attitude decidiu transformar o ambiente da agência em uma Galeria de Arte Urbana e para isso convidou 25 artistas. A ideia, segundo o CEO Rodolfo Zabisky, era “fazer algo diferente no novo espaço, de forma a torná-lo mais aconchegante aos mais de 250 colaboradores da agência, assim como incentivar criatividade e inovação no relacionamento com os clientes”. O resultado pode ser conferido no youtube. O novo endereço da agência é rua Verbo Divino, 2.001 – CEP 04719-002. O telefone segue 11-3529-3777.


ESPN 

– Desde 13/10 a segunda edição do vespertino Bate Bola, da ESPN, tem dois apresentadores. Bruno Vicari e Marcela Rafael. Vicari (ex-Jovem Pan), que assinou com a ESPN em setembro, concilia o novo posto com apresentação e comentários sobre Esporte no SBT. Marcela, prata da casa, deixa de vez a reportagem de rua para ficar responsável pelas interações nas redes sociais durante o programa. Com eles, também estão os comentaristas Mauro Cézar, Leonardo Bertozzi e Alexandre Oliveira.

João Carlos Albuquerque, até então apresentador do programa, passa a ancorar a terceira edição, às 19h, ao lado dos comentaristas Paulo Vinícius Coelho, Paulo Calçade e Juan Pablo Sorín. Willian Tavares segue na apresentação da primeira edição do BB, com comentários de Zé Elias e Gustavo Hofman. A emissora anunciou ainda a chegada do apresentador Rafael Ribeiro, mas não divulgou onde ele será alocado.

 

Livros

– Está chegando às livrarias Brado retumbante (Benvirá), nova obra de Paulo Markun que cobre o período do golpe de 1964 às Diretas Já. Nele, o autor visita momentos-chave da história do Brasil, desde os bastidores da reunião do Conselho de Segurança Nacional que desenhou os detalhes do AI-5, seis meses antes de o ato ser decretado por Costa e Silva, até a preparação da posse de José Sarney como presidente da República. A obra conta com documentos inéditos, como os do Cenimar sobre o Congresso da UNE de 1967, pouco conhecido mas decisivo para os grupos que embarcaram na luta armada. Dividida em dois volumes – Na lei ou na marra (1964-1968) e Farol alto sobre as diretas (1969-1984) –, é resultado de quatro anos de pesquisa e mais de 70 entrevistas com personalidades que marcaram a redemocratização brasileira, compondo um abrangente painel da história política recente do País. O lançamento será em 23/10, a partir das 19h, na Saraiva do Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo.

– A Summus lança Rádio – Teoria e prática, de Luiz Artur Ferraretto, obra que apresenta os principais padrões para a produção de conteúdo no meio, passando desde uma explanação sobre sua linguagem ao planejamento da programação e à produção de conteúdos. O preço sugerido é de R$ 78,10 para o livro impresso e R$ 49,70 para o e-book.


Com informações dos Jornalistas & Cia

veja também

relacionadas

mais lidas

Skip to content