Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

SJSP repudia intimidação ao jornalista da Folha Metropolitana

SJSP repudia intimidação ao jornalista da Folha Metropolitana


liberdade

 

O repórter Wellington Alves foi agredido verbalmente ontem (11), pelo vereador Paulo Sérgio do PR durante a sessão na Câmara Municipal de  Guarulhos.

O vereador, que era candidato a deputado, proferiu palavras caluniosas contra o profissional dizendo que o jornalista era “mentiroso”, que “tem dificuldade de entender” e  “escreve muito errado”.Tudo em decorrência de matéria publicada na Folha Metropolitana, esclarecendo aos leitores que o candidato foi barrado pela Lei da Ficha Limpa.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) repudia a intimidação  sofrida pelo repórter, que exercia a sua função quando foi ofendido por quase 15 minutos da tribuna da Câmara de Guarulhos de maneira inadequada e desrespeitosa pelo vereador Paulo Sérgio.

Os jornalistas e a sua entidade de classe (SJSP) não aceitam este tipo de  intimidação de um parlamentar que deve satisfação a seus eleitores e também a toda a sociedade.

O Sindicato ainda está analisando o procedimento jurídico cabível e poderá pedir  a ata e o vídeo da sessão ao Legislativo e enviar uma carta à presidência da Câmara Municipal de Guarulhos e também ao partido a qual pertence o vereador.

 

Leia a nota publicado pela Folha Metropolitana nesta quinta-feira (12)

 

Barrado na Ficha limpa ataca jornalista da FM

O vereador Paulo Sérgio (PR), candidato a deputado estadual, fez ataques ao repórter Wellington Alves, da Folha Metropolitana, ontem, durante sessão na Câmara Municipal. O parlamentar criticou texto publicado anteontem que informava que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo divulgou lista com 69 barrados pela Lei da Ficha Limpa, entre os quais, o próprio Paulo Sérgio.

O parlamentar falou que Alves “vai aprender a trabalhar”, tem “dificuldade de formular perguntas” e escreveu matéria “mentirosa”. O vereador ainda questionou a credibilidade do profissional. “Ou o senhor está mal intencionado ou a serviço de alguém”. O vereador disse que o repórter “tem dificuldade de entender” e “escreve muito errado”.

Paulo Sérgio também reclamou do destaque à notícia, que foi utilizada como sub manchete. O vereador sugeriu ainda que o repórter fosse expulso do plenário se gesticulasse contrário às ofensas.

Paulo Sergio afirmou que irá recorrer da decisão do TRE no Tribunal Superior Eleitoral. Ele foi barrado por conta de um processo do Tribunal de Contas do Estado de pagamentos irregulares de verba indenizatória em 2010. Paulo Sérgio disse que não fez os pagamentos e culpou o ex-vereador Alan Neto (DEM) pela irregularidade. Alan disse que sua candidatura não foi barrada.

veja também

relacionadas

mais lidas

Skip to content