Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Rádio e TV: Assembleia vai definir nova contraproposta

Rádio e TV: Assembleia vai definir nova contraproposta


Categoria disse “Não” à proposta dos empresários


Os jornalistas do estado de São Paulo disseram “Não” à proposta apresentada pelas empresas de rádio e TV para o fechamento de Convenção Coletiva relativa aos períodos de 2015 a 2017 (13,42% de reajuste, 6% retroativo a dezembro de 2015 e o valor correspondente a uma PPR). A participação no plebiscito foi recorde: 1.273 jornalistas votaram em todo o Estado.

Na próxima rodada de negociação, marcada para a próxima quinta-feira (16), a principal mensagem da categoria é a rejeição. Cabe, porém, debater se os jornalistas apresentam uma nova contraproposta. A diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) debateu em reunião o assunto nesta segunda (13).

Os sindicalistas consideraram que a atual campanha salarial registra uma participação inédita da categoria, com assembleias reunindo quase 500 jornalistas a cada rodada, um plebiscito com participação maciça, atos de protesto nas empresas e, ainda, que a organização da categoria avançou, mas que ainda é necessário avançar  mais para colocar em prática a realização de uma greve ou outra forma de mobilização que obrigue as empresas a concederem a reposição da inflação nos salários.

As empresas são sólidas e têm condições econômicas de conceder um reajuste bem melhor, mas o Sindicato e a categoria ainda precisam reforçar sua organização para negociar em melhores condições. Considerando esse cenário, o SJSP propõe levar à próxima rodada de negociação com o sindicato patronal a seguinte contraproposta:
Piso salarial: manter a proposta de reajuste de 19,17%, parcelado em duas vezes (15% em 1º/12/2016 e 3,62% em 1º/6/2017);
Reajuste salarial: de 15,98%, composto de 8% relativo ao ano passado e 7,39% a este ano, em vigor a partir de 1º/12/2016;
– Retroativo: de 8% a partir de 1º/12/2015;
PPR e abono salarial correspondente a dois anos: toma-se a cláusula do acordo 2014/2015, faz-se a correção da inflação e multiplica os valores por dois.

Propostas para a assembleia

O Sindicato divulga agora sua contraproposta para ser debate nas assembleias a serem realizadas na próxima quarta-feira (15). Agora, a entidade também vai receber propostas alternativas para serem também submetidas à assembleia de jornalistas que discordam da proposta acima.

Para serem apresentadas, as propostas têm de ser subscritas por cinco jornalistas e devem ser enviadas ao endereço eletrônico jornalista@sjsp.org.br, até às 15h desta terça-feira (14). Na proposta deve constar telefone de contato dos jornalistas proponentes.

Dependendo do número e do conteúdo das propostas, a diretoria do SJSP poderá colocar proponentes em contato para a fusão de propostas. No final da tarde da terça, o Sindicato divulgará as propostas que serão submetidas às assembleias de quarta-feira (15)

Assembleias

Além da contraproposta, as assembleias também poderão debater propostas de mobilização da categoria para ampliar a pressão sobre as empresas.

Na capital, a assembleia será realizada em três sessões para permitir a mais ampla participação da categoria, sempre no auditório do Sindicato, à Rua Rego Freitas nº 530, sobreloja, centro da capital. Os horários são 10h, 15h e 21h.

Nas regionais do SJSP no interior e litoral, as assembleias têm a seguinte programação:

 

Escrito por: Redação  – Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo