Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Interior e Litoral: Plebiscito avalia proposta dos patrões na Campanha Salarial

Interior e Litoral: Plebiscito avalia proposta dos patrões na Campanha Salarial


CS2012

 

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo participou na manhã desta quarta-feira (dia 4) da segunda rodada de negociação da Campanha Salarial de Jornais e Revistas do Interior e Litoral de 2012. 

Houve poucos avanços com os patrões oferecendo o INPC (4,86%) para o piso e demais salários e 5% nas demais cláusulas econômicas, além do pagamento de R$ 800 como PLR para todas as faixas salariais. Na rodada anterior, já havia sido garantida a data base

No entanto, os empresários já rejeitaram alguns itens da pauta de reivindicações, como o Vale Refeição de R$ 20, o Vale Creche também para os pais e a licença-maternidade de seis meses, que fazem parte da pauta prioritária aprovada pelos jornalistas em assembleia.

A bancada patronal também se comprometeu a efetuar uma análise mais detalhada sofre a possibilidade de atender a adoção da Convenção 158 da OIT, que impede demissões imotivadas e arbitrárias.

Como a entidade patronal disse ser o limite das negociações, o Sindicato decidiu levar estas propostas a plebiscito com data a ser marcada. Também serão realizadas manifestações em diversas cidades do Interior e Litoral para esclarecer a população sobre as más condições em que trabalham os profissionais dos jornais e revistas, responsáveis por levar as principais notícias de suas cidades.

Os patrões concordaram em participar das discussões em duas comissões bipartites para elaborar procedimentos contra o Assédio Moral sobre os trabalhadores e também a que discutirá fórmulas para unificação do piso salarial em todo estado (Capital, Interior, Litoral) de Jornais, Revistas e Assessoria de Imprensa.

O secretário do Interior e Litoral, Edvaldo Antonio de Almeida, disse que o Sindicato está preocupado em garantir salários, empregos e condições de trabalho para a categoria, mas que a proposta apresentada pelos patrões não atende as expectativas dos jornalistas. “Os empresários podem avançar muito mais, concedendo aumento real nos salários e também a unificação do piso salarial em todo o estado. Os jornalistas devem estar engajados na Campanha Salarial, fazendo reuniões em seus locais de trabalho e participando das atividades, principalmente do plebiscito”.

O Sindicato participou da segunda rodada de negociações com os diretores André Freire, José Eduardo Souza (Grande São Paulo), Telé Cardim, Aureni Faustino de Menezes (Ribeirão Preto), Neusa Melo (Vale do Paraíba, Litoral Norte e Mantiqueira) e Luigi Bongiovanni (Santos).

Nova reunião está marcada para o dia 18 de julho próximo.

veja também

relacionadas

mais lidas

Skip to content