Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Em carta, FENAJ solicita apoio à PEC do Diploma aos 513 deputados federais

Após o  Dia Nacional de Luta em Defesa do Diploma, realizado na última sexta-feira (16/06), a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) enviou carta aos 513 deputados federais, solicitando apoio à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 206/2012. No documento, a entidade faz um apelo para que o Legislativo corrija o erro histórico do Supremo Tribunal Federal (STF) que, há 14 anos, acabou com o critério de acesso à profissão de jornalista no país.

A PEC altera o artigo 220 da Carta Magna, dispondo sobre a exigência do diploma de curso superior de Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, para o exercício da profissão de jornalista. A matéria encontra-se pronta para votação pelo plenário da Casa Legislativa, desde o ano de 2015.

Desde 2015, essa matéria foi objeto de conversas com três ex-presidentes da Casa (Henrique Eduardo Alves, Eduardo Cunha e Rodrigo Maia) e de requerimentos com pedidos de votação por dezenas de parlamentares. O texto foi intensamente debatido por três anos no Senado e seis anos na Câmara, em comissões especiais, antes de chegar onde se encontra hoje, ou seja, pronto para votação em plenário.

Para a FENAJ,  o fim da exigência do diploma “teve como consequência a desvalorização do trabalho profissional e o enfraquecimento da organização sindical no país”.

“Restituir o diploma em Jornalismo é valorizar a profissão, defender nossa regulamentação e a qualidade, a responsabilidade e a democracia no Jornalismo, na comunicação e na sociedade”, diz o documento da FENAJ.

A entidade alerta os parlamentares de que a nova legislação, se aprovada, valerá daqui para a frente, impedindo a banalização na concessão de registros sem respeito a qualquer critério técnico na formação.

Retomada da luta

A atual campanha pela aprovação da chamada PEC do Diploma iniciou em março, após uma plenária sindical com 16 dos 31 Sindicatos filiados estabelecer a  reorganização dessa luta como uma das prioridades da Federação. Já no dia 24 de março, as entidades começaram a divulgar  novas peças em suas redes sociais, chamando atenção da sociedade para a necessidade de volta do diploma em Jornalismo como critério único, impessoal e transparente de acesso à profissão.

A campanha pela aprovação da PEC do Diploma conta com apoio Associação Brasileira de Imprensa (ABI), da Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (Abej) e Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). As entidade de ensino e pesquisa em Jornalismo lançaram uma  petição pública on-line, em defesa da volta da formação superior especifica.

“É importante que os jornalistas assinem e distribuam a petição da Abej para que tenhamos o apoio massivo da sociedade, a quem servimos com a produção e divulgação das informações de interesse público”, afirma a presidenta da FENAJ, Samira de Castro.

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo