Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Campanha “SP Não Está à Venda” mobiliza população contra privatizações de Doria

Campanha “SP Não Está à Venda” mobiliza população contra privatizações de Doria


Coleta de assinaturas para projeto de lei irá ocorrer em diferentes pontos da capital paulista


Na última semana, a Câmara de Vereadores aprovou o PL 367/17, que autoriza o prefeito João Doria (PSDB) a vender parques, praças, planetários, o sistema do bilhete único, terminais de ônibus, cemitérios e os mercados municipais.

Mas movimentos sindical e sociais lançaram a campanha “SP Não Está à Venda”, que precisa colher 177 mil assinaturas de eleitores da cidade para poder dar entrada em uma proposta na Câmara Municipal. Se aprovado o projeto, cada privatização ou concessão que o prefeito queira fazer na cidade, terá que ser submetida a um plebiscito, junto ao calendário eleitoral nacional.

Até o momento, já foram recolhidas mais de 20 mil assinaturas. Para intensificar a campanha, os movimentos definiram uma agenda de ações pela cidade, que inclui uma plenária de mobilização da campanha, no dia 17 de outubro, às 18h, na Câmara Municipal, e atividades em diferentes bairros nos próximos dias. Veja o calendário abaixo.

Para participar da campanha “SP Não Está à Venda”, a próxima reunião do comitê será na terça-feira, dia 3 de outubro, às 14h, no centro de formação do Sindsep (Rua Barão de Itapetininga, 163, 2° andar, centro). Para participar ou pegar materiais, mande mensagem para  spnaoestaavenda@gmail.com.

Confira a agenda dos próximos dias:
29/9 (sexta) às 7h, na Praça da Sé;
29/9 (sexta) às 20h, na esquina da Av. Paulista com a Rua Augusta;
30/9 (sábado) às 14h, na Praça da Nascente, na Av. Pompeia, 2140;
2/10 (segunda) às 14h, na Av. Paulista, altura do nº 1842.

Clique aqui e curta a página da campanha nas redes sociais. 

Escrito por: Redação – Campanha “SP Não Está à Venda”

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo