Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Ato público neste sábado (24) marca os 80 anos de Vladimir Herzog

Ato público neste sábado (24) marca os 80 anos de Vladimir Herzog


Evento das 10h às 12h, na Praça Memorial Vladimir Herzog, centro paulistano, comemora aniversário do jornalista, morto sob tortura pela ditadura militar em 1975


Vladimir Herzog nasceu em 27 de junho de 1937 e completaria 80 anos na próxima terça-feira se a ditadura militar não tivesse interrompido a história de vida do jornalista. Preso e torturado até a morte nos porões do DOI-Codi em 25 de outubro de 1975, Herzog se tornou símbolo da luta contra o regime ditadorial e seu assassinato mobilizou a sociedade brasileira pelo fim da tortura e do regime repressivo.

A data será comemorada com ato público neste sábado (24), das 10h às 12h, na Praça Memorial Vladimir Herzog, na esquina da Rua Santo Antônio com a Praça da Bandeira, próximo à Câmara Municipal, no centro paulistano.

“É um ato para celebrar a vida, celebrar a luta porque o Herzog morreu aparentemente. Ele está mais vivo do que nunca na conjuntura de hoje. A praça com seu nome é um local dos jornalistas, é de quem luta pela liberdade, não é uma praça mórbida. E não tem nada de saudosismos, mas uma reafirmação da necessidade dos jornalistas – os da ativa, os jovens e os que não estão na ativa – de marcar a data em memória do Vlado”, afirma o jornalista Sérgio Gomes, diretor da Oboré Projetos Especiais em Comunicações e Artes e organizador da iniciativa.

A atividade terá a presença do teólogo e filósofo Leonardo Boff, do ex-senador Eduardo Suplicy, do artista plástico Elifas Andreato e da cartunista Laerte Coutinho, além de outros amigos, jornalistas e familiares de Herzog. Representando o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), participa o secretário geral da entidade, André Freire.

Na ocasião, a banca de jornais do local será batizada como “Banca Jornalista Vladimir Herzog” e passa a disponibilizar publicações do Instituto Vladimir Herzog, bem como livros e outras publicações relativas aos direitos humanos, ao direito à memória e à verdade e à luta pela democracia. A área traseira à banca receberá uma tela com uma história em quadrinhos sobre o jornalista, criada por artistas plásticos italianos.

O livreto “A história não contada do jornalista Vladimir Herzog” também será lançado na ocasião. Escrito pela graduanda em jornalismo Caroline Simões, com orientação do jornalista e professor Ronald Sclavi, o livro traz informações sobre o Vlado jornalista ainda desconhecidas, como reportagens inéditas e a descoberta, entre outras, de que o jovem Herzog chegou a ser desenhista no início da carreira jornalística.

Outra atividade para marcar a data é o lançamento do aplicativo de geolocalização #SP64, que aponta os locais da capital paulista relacionados à história da ditadura militar. Haverá, ainda, um concerto de música instrumental com Toninho Carrasquera e Emiliano Castro.

Festa em 27 de junho
A família Herzog também vai comemorar os 80 anos de Vlado na próxima terça-feira (27), numa atividade aberta ao público a partir das 20h no bar Tupi or not Tupi, na Rua Fidalga nº 360, na Vila Madalena.

80 anos do jornalista Vladimir Herzog
Data: 24 de junho de 2017 (sábado)
Horário: 10h às 12h
Local: Praça Memorial Vladimir Herzog – Centro São Paulo ( confira localização)

Escrito por: Flaviana Serafim – Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo