Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo
Logo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Logo da Federação Internacional de Jornalistas
Logo da Central Única dos Trabalhadores
Logo da Federação Nacional de Jornalistas

Fenaj integra novo Comitê Diretor do Conselho de Gênero da FIJ

Fenaj integra novo Comitê Diretor do Conselho de Gênero da FIJ

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) passa a integrar o Comitê Diretor do Conselho de Gênero da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ). Principal voz da FIJ sobre gênero e o instrumento para orientar os projetos e políticas da Federação sobre o tema, o Conselho elegeu, na última semana, as novas integrantes para o mandato de 2022-2025. A jornalista Samira de Castro (foto), segunda vice-presidenta da Fenaj e integrante da Comissão Nacional de Mulheres Jornalistas da Fenaj, atuará juntamente com Adriana Hurtado, da Colômbia, na representação das profissionais da América Latina.

O Conselho é um grupo não político que se reúne pessoalmente no Congresso Mundial da FIJ e durante sua reunião de meio de mandato. Para Samira de Castro, a presença da Fenaj no novo Comitê Diretor é essencial ao fortalecimento do debate sobre as questões de gênero, raça e classe que perpassam o Jornalismo no Brasil. “Precisamos ampliar a atuação dos sindicatos, levando em conta a realidade da nossa profissão, que é majoritariamente composta por mulheres, segundo o Perfil do Jornalista Brasileiro de 2021”, comenta.

Seus objetivos consistem em engajar mulheres e homens igualmente em todos os assuntos da FIJ, em todos os níveis da organização e seus sindicatos membros, aconselhando o Comitê Executivo e os sindicatos membros sobre propostas de políticas, projetos e ações necessárias para trazer as questões de gênero para o mainstream da FIJ, promovendo a solidariedade e o apoio entre os filiados da FIJ na defesa dos direitos de gênero e combatendo todas as formas de discriminação de gênero.

O órgão recém-nomeado é composto por  37 representantes de sindicatos e associações de jornalistas da FIJ em todo o mundo. O grupo elegeu o Comitê Diretor do Conselho de Gênero, no decorrer de um processo de votação online de uma semana.

Maria Angeles Samperio, da FAPE, Espanha, foi reeleita como Presidente e a jornalista síria Raida Waqqaf, da SJU, torna-se a nova Vice-Presidente, enquanto Beatriz Pérez Sanchez, da SCPR, Costa Rica, permanece como Secretária do Conselho.

As integrantes do Comitê de Direção recém-eleitas do Conselho de Gênero incluem:

Patricia Hanou Adjisseku (UJIT – Togo) e Kadiatou Thierno Diallo (AJG, Guiné) pela África;

Nani Afrida (AJI – Indonésia) e Samim Sultana Ahmed (IJU – Índia) para Ásia-Pacífico;

Christos Christophides (UCJ, Chipre) e Manuela Bermudez (CFDT, França) para a Europa;

Adriana Hurtado (FECOLPER, Colômbia) e Samira de Castro Cunha (FENAJ, Brasil) para a América Latina;

Nazakat Hussein (KJS, Curdistão Iraquiano) e Amal Toman (PJS – Palestina) para o Oriente Médio e Mundo Árabe;

Demetria Wambia (NWU, EUA) e Jennifer Moreau (UNIFOR, Canadá) para a América do Norte.

A presidente do Conselho de Gênero, María Ángeles Samperio, agradeceu aos membros do Conselho por sua reeleição e deu as boas-vindas a todos os membros do Conselho. “Temos um amplo programa de trabalho pela frente para os próximos anos com o objetivo de promover a igualdade entre mulheres e homens jornalistas e fortalecer a presença das mulheres tanto em cargos de gestão na mídia quanto em sindicatos e organizações que fazem parte da FIJ “, disse Sampério.

“Combater o assédio, principalmente nas redes sociais; combater a precariedade no emprego e acabar com a disparidade salarial entre homens e mulheres são alguns dos temas que estão em pauta há algum tempo e continuam sendo prioridade”, completou. Samperio pede apoio dos colegas da FIJ  “para avançar na igualdade e proteger a vida e a saúde de mulheres jornalistas em todo o mundo para exercer livremente sua profissão”.

O Conselho de Gênero se reunirá pela primeira vez durante o Congresso da FIJ em Omã em 31 de maio.

veja também

relacionadas

mais lidas

Pular para o conteúdo