Sindicato negocia acordo de PLR com Tribuna

Na luta por acordos por empresa, categoria pode conquistar avanços

Por Redação - SJSP

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) iniciou negociações com a TV Tribuna para acordo coletivo de pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) referente a 2021 e as discussões com a categoria já possibilitaram avanço.

Apesar da insistência do Sindicato nas mesas de negociação e dos apelos das e dos jornalistas pela reinclusão, a cláusula da PLR não consta na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de rádio e TV 2021-2022. Por isso, como no ano passado, o Sindicato busca negociações por empresa e conta com o envolvimento da categoria para, junto ao Sindicato, reivindicar esse que, nada menos, é um direito constitucional dos trabalhadores.

Dias após assinada a CCT, o RH do Sistema A Tribuna de Comunicação Santos entrou em contato com proposta de acordo tendo por base, como no ano anterior, 34% do salário. 

Na segunda-feira (19), jornalistas da empresa, em reunião convocada pelo Sindicato, discutiram e decidiram reivindicar melhorias à proposta, como a elevação de 34% para 36% do salário. A empresa respondeu à contraproposta integrando à minuta os 36%. A negociação prossegue e o Sindicato chamou, para esta segunda-feira (26), às 20h, nova reunião com a categoria para definir os próximos passos.

Engajamento
“Tem sido fundamental a presença constante da categoria para avançarmos nessa negociação por empresa. Mas vale dizer que a retirada da PLR da convenção coletiva será sempre uma excepcionalidade para o Sindicato”, enfatiza Ernandes Caires, jornalista da TV Tribuna e diretor de base do sindicato. “Iremos batalhar pela sua reinclusão na campanha salarial 2023, que começa agora, e que precisará de mais engajamento ainda das e dos colegas”.