Sindicato fecha acordo de PLR no Grupo Tribuna

Por Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo / foto: Eduardo Viné Boldt

 

                                              

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estadode São Paulo (SJSP) fechou acordo coletivo para pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), referente ao ano de 2020, para jornalistas do segmento de rádio e tv do Grupo Tribuna.
A Convenção Coletiva assinada em agosto, fruto de oito meses de tenacidade da categoria, conseguiu reajustar os salários. Mas a intransigência dos patrões resultou na retirada da cláusula de PLR. 
Diante da situação, o SJSP tem buscado firmar acordos coletivos por empresas, para garantir assim a PLR, que é um direito constitucional dos trabalhadores.  

Tribuna
O acordo coletivo, a ser assinado nos próximos dias, contempla jornalistas do Sistema A Tribuna de Comunicação ativos em agosto de 2021 e que tenham trabalhado o período completo de 1º de dezembro de 2019 a 30 de novembro de 2020. Para os profissionais com contrato de trabalho em vigor em agosto de 2021 e que tenham trabalhado no período compreendido entre 1º de dezembro de 2019 a 30 de novembro de 2020, a PLR será paga de forma integral e numa única parcela até a folha de pagamento de novembro. Já os que foram admitidos após 1º de dezembro de 2019 e com contrato de trabalho em vigor em agosto de 2021, o valor será pago de maneira proporcional.
Ernandes Caires, jornalista da TV Tribuna e diretor de base do sindicato, afirma que o acordo foi discutido com a categoria e é uma conquista. “Mas a retirada da PLR da convenção coletiva deste ano foi um excepcionalidade. Queremos a PLR garantida na convenção coletiva! Para isso, é importante que a categoria seja mais participativa na próxima campanha salarial, cuja primeira assembleia será no fim deste mês”, ressalta.