Sindicato convoca jornalistas do DGABC para assembleia do dia 16

As diretoras do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) estiveram, nesta quarta-feira (3), na redação do Diário do Grande ABC, em Santo André, convocando os jornalistas para a assembleia virtual de Campanha Salarial, que acontecerá no próximo dia 16, às 12h e às 20h.

A secretária de Interior, Solange Santana, destacou a importância da participação para pressionar a bancada patronal, que vem protelando as negociações há mais de dois meses, já que a data-base dos profissionais em jornais e revistas do interior, litoral e Grande São Paulo é 1º de junho.

“O fim da ultratividade, ou seja, da manutenção do acordo coletivo até que um novo seja assinado, é um prejuízo e uma insegurança, por que todas as nossas conquistas que estavam na Convenção Coletiva de Trabalho, a CCT, estão suspensas”, explicou a dirigente.

Esse atraso nas negociações implica em uma perda ainda maior que os 11,9% apontados pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e nada justifica a má vontade das empresas. Por conta disso, o SJSP também decidiu acionar o Ministério Público do Trabalho, o MPT, para questionar a intransigência patronal.

#OSindicatoSomosNós
A retomada da Campanha de Sindicalização do SJSP #OSindicatoSomosNós também foi assunto do encontro com os jornalistas do DGABC e todos foram convidados a se sindicalizarem.

A importância de participar da nossa entidade de classe foi apontada pela diretora da Regional ABCD do SJSP, Rossana Lana, como fundamental na garantia e ampliação de direitos. “Temos que fortalecer o Sindicato, que é a nossa casa. Os patrões têm sindicato para defender os interesses deles e nós também temos que ter a nossa entidade de classe para defender os nossos interesses”, defendeu.   

Esclarecimentos
O documento elaborado em conjunto aos jornalistas e enviado ao Recursos Humanos e à direção do jornal em março, solicitando esclarecimentos, ainda não foi respondido em sua integralidade e novos acontecimentos exigem que ele seja atualizado. O encaminhamento dado pela Regional é para a atualização e cobrança de uma resposta às reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras. Seguimos na luta!

Pelo fim da violência
A preocupação com a segurança da categoria, principalmente, com o início do período eleitoral, em 16 de agosto, foi debatido com os profissionais do Diário, como a atualização do Guia de Coberturas em Manifestações para tentar evitar a violência e quais medidas tomar em episódios dessa natureza.

Para a diretora de base da Regional, Vilma Amaro, além de todos os riscos ainda há a truculência policial, com o agravante da conivência da Justiça. “Temos o caso do fotojornalista Alex Silveira, considerado culpado por perder a visão com um tiro de um policial militar, durante uma manifestação em São Paulo e só conseguido reverter essa decisão da Justiça paulista 20 anos depois no STF”, relembrou a diretora, que também integra a direção do Grupo Tortura Nunca Mais.