Sindicato cobra vacina para jornalistas em São José do Rio Preto

Por Redação - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo / Foto: Thiago Passos

Diretor do SJSP, Sérgio Sampaio, entrega ofício ao  presidente Câmara de São José do Rio Preto / Foto: Thiago PassosDiretor do SJSP, Sérgio Sampaio, entrega ofício ao presidente Câmara de São José do Rio Preto / Foto: Thiago Passos

Os jornalistas de São José do Rio Preto estão na luta para conquistar o direito de receber a vacina contra a covid-19 tanto que atenderam de pronto o chamamento do Sindicato dos Jornalistas e responderam sobre o número de profissionais nas redações e quantos casos positivados aconteceram nos últimos 12 meses da pandemia. 

Com estes números em mãos, foi protocolado ofícios cobrando a imunizado dos profissionais de Imprensa para o prefeito de São José do Rio Preto, Edinho Araújo, e para o presidente da Câmara Municipal, Pedro Roberto Gomes, neste último caso pedindo apoio do Poder Legislativa na luta dos jornalistas.

Pedro Roberto recebeu o diretor de Base do SJSP em São José do Rio Preto, Sérgio Sampaio, e se comprometeu e interceder junto ao prefeito e ao secretário de saúde em favor da categoria solicitando a inclusão dos profissionais de imprensa como grupo prioritário para serem vacinados. 

No caso de São José do Rio Preto, o levantamento mostra que são aproximadamente 166 profissionais da imprensa entre jornalistas e cinegrafistas dos quais 35 foram contaminados pela covid desde o início da pandemia – em um dos casos de uma redação com seis jornalistas cinco testaram positivo.  

O levantamento foi feito levando em consideração jornalistas das TVs: Record Rio Preto, SBT Interior, TV Tem, Band Paulista e Rede Vida; da Rádio: CBN Grandes Lagos e dos Jornais: Diário da Região e DHoje Interior.  

Segundo Sampaio, após o início das conversas com os jornalistas para fazer o levantamento, diversos deles entram em contato e se mostraram ansiosos e até desesperados para serem imunizados – e que muitas têm medo de estar todos os dias se expondo a esta doença implacável. 

Na Rede
Nos últimos dias, jornalistas e profissionais da imprensa local estão subindo em suas redes sociais  #VACINAIMPRENSA junto com uma foto de uma coletiva que teve a participação de autoridades locais e o governador João Doria esteve em São José do Rio Preto em dia 18 de maio – e a frase "Noticia nunca parou" – onde todos estão marcando na publicação a @ do prefeito e do governador tucano.  

Fenaj
O documento da Fenaj mostra que, somente no primeiro trimestre deste ano, o número de jornalistas mortos por complicações advindas da infecção supera o de profissionais falecidos no ano passado. Em 2021, até o fechamento desta edição, 86 jornalistas morreram em razão da covid-19, ante 78 mortes entre abril e dezembro do ano passado. Entre os profissionais de imprensa que estavam em atividade e faleceram, metade trabalhava em rádios e TVs e quase 1/3 eram repórteres de imagem. O número dos mortos é nacional, mas um recorte da pesquisa aponta para a realidade paulista – 22 jornalistas infectados pela C=covid-19 morreram no estado de São Paulo.