Presidente da Câmara Municipal de Araraquara responde nota do SJSP

O Presidente da Câmara Municipal de Araraquara, vereador João Farias (PRB), responde nota do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, onde é acusado...

O Presidente da Câmara Municipal de Araraquara, vereador João Farias (PRB), responde nota do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, onde é acusado de praticar ato de perseguição pessoal, prática de censura e ataque à liberdade de imprensa contra o jornalista Raphael Pena, profissional do Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região (Sismar). esta é a nota do vereador:

1 - Nenhum jornalista ou fotógrafo está impedido de trabalhar nas dependências da Câmara Municipal.

2 – Levando em consideração o aumento do número de vereadores ocupando o mesmo espaço no Plenário, por decisão deste Presidente, fotógrafos que prestam serviços a<jornais diários, sites e cinegrafistas de emissoras de televisão de caráter noticioso factual têm total liberdade para circular na área de atuação dos vereadores durante o Pequeno
Expediente.

3 – O jornalista Raphael Pena não atua em um órgão de imprensa de caráter noticioso factual.

4 – O jornalista Raphael Pena nunca foi impedido de exercer sua função profissional nas dependências da Câmara Municipal. Sua atuação, por prestar assessoria de imprensa ao Sindicato, ficou restrita à Galeria e ao setor reservado exclusivamente para os
profissionais da imprensa em geral.

5 – Por fim, é descabida a alegação de que a decisão deste Presidente “é uma afronta à liberdade de imprensa”, uma vez que, em momento algum, houve qualquer restrição à “manifestação de pensamento, à criação, à expressão e à informação”, e não houve
qualquer “censura de natureza política, ideológica e artística” conforme preconiza o Artigo 220 e parágrafo 2º da Constituição Federal.