Praça Vladimir Herzog sofre vandalismo e placa em celebração ao dia do jornalista é arrancada

Por Adriana Franco - Sindicato dos Jornalistas de SP

Placa instalada em 2019 continha um manifesto assinado por diversas organizações que defendem os direitos e o exercício profissional dos jornalistasPlaca instalada em 2019 continha um manifesto assinado por diversas organizações que defendem os direitos e o exercício profissional dos jornalistas

Na manhã da última segunda-feira (10), o jornalista e implementador de melhorias na Praça Memorial Vladimir Herzog, Sérgio Gomes, constatou o ato de vandalismo que arrancou a placa em celebração ao dia do jornalista, que ficava na base da reprodução do troféu do Prêmio Vladimir Herzog.

O capitão Cheloni, da Guarda Civil Metropolitana, foi o responsável pela perícia inicial no local vandalizado.

Ao constatar a depredação do local, Gomes solicitou formalmente providências ao presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal, o vereador Eliseu Gabriel. Gomes foi recebido pelo chefe de gabinete do vereador, Hélcio, ainda na segunda-feira (10).

Nesta sexta-feira (14), Sérgio Gomes cobrou da coordenação da Guarda Civil Metropolitana, responsável pela segurança da Câmara e da Praça Memorial Vladimir Herzog, providências e informações que pudessem identificar o responsável e o momento em que o local foi depredado, no entanto, até o momento da publicação desta matéria não havia informações a respeito.

Placa instalada em 2019 em celebração ao Dia do JornalistaPlaca instalada em 2019 em celebração ao Dia do Jornalista

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP), Thiago Tanji, ponderou a necessidade de se realizar uma apuração séria sobre o ocorrido. “Tem câmeras no local, que fica atrás da Câmara Municipal de São Paulo, então acreditamos que as autoridades têm todas as condições para poder elucidar o que aconteceu”, observou.

Segundo Tanji, não é possível afirmar se o ato de vandalismo representa mais um ataque à categoria de jornalistas, mas a resposta será dada. “Esperamos que tenha uma resposta sobre o que aconteceu e, caso seja uma agressão política aos jornalistas, daremos uma resposta a isso em 20 de outubro com a recolocação da placa”, afirmou.