Nova assembleia de Rádio e TV, após quatro meses sem uma nova proposta dos patrões

Sindicato convoca categoria se encontrar virtualmente na próxima segunda (25/7), às 10h30 e às 20h. Link será enviado pelos grupos do SJSP ou pode ser solicitado pelo (11)913727285

Por Redação

No último dia 24 de março, quase 170 jornalistas que trabalham nas empresas de rádio e televisão no estado de São Paulo rejeitaram de maneira contundente a proposta das empresas do segmento, que ofereceram apenas 5,5% de reajuste frente a uma inflação de 10,96% na data-base de dezembro de 2021. 

Após a realização dessa grande assembleia, a categoria enviou uma contraproposta, que foi rejeitada pelas empresas. Desde então, os patrões não trouxeram para a categoria uma nova proposta formal para avançar nas negociações e possibilitar a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho. 

De lá para cá, realizamos plenárias conjuntas com as e os jornalistas do Rio de Janeiro (que vivem situação semelhante em suas negociações com o patronato local), além de estabelecer um calendário de atividades com a categoria. Nas redes sociais, utilizamos a conta do Sindicato para cobrar publicamente as empresas e seus anunciantes. Realizamos atos com carro de som e reuniões na porta das empresas, além de assembleias por redação. 

Mesmo assim, as empresas mantêm formalmente um silêncio e não apresentam uma nova proposta para a categoria discutir e votar. Diante disso, é essencial que todas e todos os jornalistas participem da assembleia que ocorrerá na próxima segunda-feira, 25 de julho, em dois horários: às 10h30 e às 20h. 

Nesta assembleia, avaliaremos o andamento desta campanha salarial, que já conta com sete meses de resistência da categoria diante da pressão patronal. Discutiremos quais rumos deveremos tomar em nossas propostas e também quais são as possibilidades concretas de escalarmos a manifestação. 

Não há outra saída possível: caso queiramos lutar pelo reajuste pela inflação, é necessário uma mobilização que se inspire no que vem ocorrendo em outros segmentos da categoria. No ano passado, colegas de Jornais e Revistas da Capital realizaram uma paralisação de duas horas. Neste ano, jornalistas da Editora Globo, no Rio de Janeiro, realizaram três paralisações até conseguirem conquistar reajustes dignos. 

A hora da decisão é agora. A participação de todas e todos é fundamental! 

A assembleia ocorrerá pelo Google Meet, e o link será enviado nos grupos de WhatsApp do Sindicato com as redações, ou pode ser solicitado pelo número (11) 91372-7285.