Golpistas ameaçam jornalista em Ribeirão Preto

O SJSP condena e cobra providências em relação às ameaças de manifestantes golpistas contra o repórter-fotográfico.

Por Redação - SJSP

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) repudia e exige providências em relação às ameaças de manifestantes golpistas contra o repórter-fotográfico, Alfredo Risk, do jornal Tribuna Ribeirão, na tarde de terça-feira (3).


O profissional cobria a presença de um grupo de pessoas na Rua Duque de Caxias, próximo à 5ª CSM (Circunscrição do Serviço Militar), em Ribeirão Preto, pedindo intervenção militar por não aceitar o resultado das urnas na eleição para Presidência da República.


O grupo tentou intimidar o repórter, que foi ameaçado de ter seu equipamento fotográfico quebrado. A Regional Ribeirão Preto do SJSP entrou em contato com o jornalista e colocou o Jurídico à disposição. Conforme o repórter, quando se aproximou para explicar o que estava fazendo o grupo foi em sua direção. “Falavam que ali era área militar e que eu não podia fotografar. Expliquei que a área é pública, continuei meu trabalho, mas ameaçaram deletar as fotos por bem ou por mal e acionei a polícia”. 


O jornal em que o profissional trabalha também noticiou a violência. O SJSP se soma a todos às entidades da região que já se manifestaram condenando a ação de caráter fascista, que não pode ser acobertada pelas autoridades. 


É urgente que as autoridades competentes tomem providências para punir os criminosos, que atacam não só a liberdade de imprensa, mas a democracia, que envolve o respeito à escolha popular nas urnas.