Em luto pela reposição da inflação e pagamento da PPR, jornalistas de rádio e tv vestem preto nesta quinta-feira (18)

Por Adriana Franco - Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

Os jornalistas do segmento de rádio e tv vestirão preto na redação e nas chamadas online desta quinta-feira (18) sinalizando seu protesto diante da proposta patronal na campanha salarial em negociação. A deliberação foi feita pela própria categoria durante assembleia que reuniu mais de 150 profissionais.

Na quinta rodada, os patrões seguem sem avançar na proposta e mantém o apresentado em 13 de janeiro: reajuste salarial de 2% no mês seguinte ao fechamento do acordo sem pagamento da multa da PLR ou abono.

Na prática, como a data-base da categoria é 1º de dezembro e a inflação acumulada do período é de 5,2%, a proposta significa redução dos salários.

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) reitera que as empresas precisam reconhecer e valorizar o trabalho da categoria que, ao longo de 2020, enfrentou a pandemia e expôs-se ao vírus durante a cobertura, garantindo a audiência da maioria das empresas, que aumentou sua grade de programação jornalística.

A sexta rodada de negociação acontece na próxima semana.