Assembleia aprova balanço de 2021 do SJSP

Entidade iniciou este ano sem dívidas, mas precisa aumentar a arrecadação para dar conta das despesas previstas

A assembleia geral do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), realizada no dia 29 de junho, aprovou por unanimidade o balanço de 2021 da entidade. Houve também discussão sobre a situação financeira, com a deliberação de iniciativas para continuar o trabalho de sustentação material.

No ano passado, registramos saldo negativo de R$ 392,5 mil, principalmente pelo fato de terem sido quitadas dívidas antigas do Sindicato. Além de encerrarmos os últimos pagamentos devidos do antigo Plano de Saúde do Sindicato (PSS), acertamos uma dívida com a Prefeitura de São Paulo. No caso do PSS, cujos débitos estenderam-se por mais de 17 anos, ainda existem processos judiciais em curso, relativos a multas cobradas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que o SJSP entende serem indevidas. Conseguimos anular na Justiça cerca de 2/3 das multas, e buscamos fazer o mesmo com as que estão pendentes, cujo valor total é de aproximadamente R$ 2 milhões. [Leia mais a respeito aqui]

A cobrança da Prefeitura decorreu de processo judicial que o Sindicato perdeu, originando um débito que atingia, em junho de 2020, o valor de R$ 631 mil. Esse montante foi parcelado, e os pagamentos estavam sendo feitos regularmente, com parcelas superiores a R$ 20 mil mensais. A cada mês, havia correção do valor. No ano passado, a Prefeitura abriu a possibilidade de quitação antecipada, com grande desconto – em vez de R$ 341 mil devidos, pagamos apenas cerca de R$ 95 mil e encerramos a dívida.

Isso significa que, pela primeira vez em cerca de duas décadas, o SJSP iniciou este ano sem dívidas. De outro lado, as reservas que havíamos acumulado nos exercícios mais recentes praticamente se esgotaram com esses pagamentos. Há necessidade de um aumento de receitas, para que possamos dar conta de todas as despesas previstas para o próximo período. A principal atividade prevista nesse sentido é uma grande campanha de sindicalização, com início previsto para este mês de julho.

Números do ano passado

A assembleia debateu os números do ano passado. Arrecadamos R$ 1.295.605,00 com mensalidades, superando em R$ 25 mil o obtido em 2020. Do total arrecadado pelo SJSP em 2021, 47% correspondem à soma de mensalidades, mensalidades solidárias e contribuições dos aposentados.

As doações provenientes de processos do Jurídico foram o segundo maior item de arrecadação, com R$ 746,3 mil (26,6%). As doações são solicitadas de jornalistas que obtêm ganho de causa em ações defendidas pelos advogados do Sindicato.

Em terceiro lugar, nas receitas, tivemos a Contribuição Negocial, com R$ 399,1 mil (14,2%). Essa contribuição vem de jornalistas não sindicalizados que trabalham em empresas jornalísticas abrangidas pelas convenções coletivas que o SJSP negocia. Ainda que não sejam associados, esses colegas também têm direito às cláusulas que conquistamos nas convenções.

Nas despesas, os gastos com funcionários responderam por R$ 1.065.200,00 (33,8%). No conjunto de atividades sindicais e de mobilização foram empregados R$ 981,3 mil (31,2%). E as despesas administrativas e financeiras responderam por R$ 1.003.200,00 (31,8%). Desse último item, mais de R$ 280 mil referem-se à dívida com a Prefeitura.

Ações imediatas

A Diretoria do SJSP apresentou propostas sobre finanças, que a assembleia aprovou. Foi relatado aos participantes que há um esforço permanente de controle dos custos e de redução das despesas. A realidade, porém, é que a estrutura do Sindicato já é bem enxuta, o que coloca a necessidade de ampliar a arrecadação.

O ingressos de novos/as sindicalizados/as, a partir da campanha a ser realizada, é o principal fator de reforço de nossas receitas. Além disso, será mantido o trabalho de contato regular para acerto de mensalidades atrasadas.

Outras medidas serão colocadas em prática. A principal é uma campanha para ampliar o número de sindicalizados/as que pagam mensalidades solidárias. É direcionada a colegas que têm condições de pagar mensalmente um valor superior ao normal.

Iremos organizar também a venda de produtos, tais como camisetas, bonés e canecas com o símbolo do SJSP ou frases e ilustrações alusivos à atividade de jornalista. A ideia é tornar esses produtos disponíveis para a categoria ainda neste segundo semestre.

O SJSP passará também a divulgar regularmente um resumo dos balancetes financeiros, como forma de ampliar a transparência sobre a entrada de receitas e a destinação dos recursos arrecadados. Até o dia 15 deste mês deverá ser publicado o primeiro balancete.