Violência contra jornalistas: Sindicato tem plantão sábado (7)

Preocupação da entidade é garantir liberdade de imprensa e de exercício profissional aos jornalistas que cobrem as mobilizações pró e contra Lula em SP

Por Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) continua com plantão de apoio neste sábado (7) contra os casos de violência aos trabalhadores e trabalhadoras do jornalismo durante a cobertura das mobilizações favoráveis e contrárias ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Desde a noite desta quinta-feira (5), dirigentes do SJSP acompanham o trabalho dos jornalistas nas mobilizações em torno do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

A direção do Sindicato ressalta que violência contra jornalista também é violência contra a democracia, pois os e as jornalistas são trabalhadores e trabalhadoras, e não podem ser confundidos com as empresas às quais estão vinculados. Por isso, a entidade prossegue atuando com a preocupação de garantir o respeito às liberdades de imprensa e de exercício profissional, além do direito da sociedade à informação.

Nesta sexta (6) e na última quarta-feira (4), o Sindicato já havia realizado plantão de apoio devido às mobilizações, em São Paulo, no dia do julgamento do habeas corpus do ex-presidente pelo Supremo Tribunal Federal.

Denuncie
Em caso de violência ou agressão a jornalistas de texto, repórteres fotográficos e cinegrafistas que estão na cobertura das manifestações, os profissionais podem fazer a denúncia aos sindicalistas pelo celular/Whatsapp (11) 97629-2899 ou pelo telefone (11) 3217-6298.