Veja como pagar a mensalidade proporcional

Jornalista com vínculo empregatício e sem desconto em folha deve enviar cópia de seu holerite ao sindicato

Por Redação

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) começou a receber neste mês de abril as mensalidades proporcionais, relativas aos jornalistas que têm vínculo empregatício, contratados pela CLT ou como servidores públicos. O valor da mensalidade é equivalente a 1% do salário bruto, com teto de R$ 34 (para o interior e litoral) e de R$ 58 (para a capital).

Essa modalidade de pagamento foi decidida em dezembro, na assembleia geral que aprovou o orçamento do sindicato. O objetivo é tornar mais justa a cobrança da mensalidade, pois os que recebem salários mais baixos passarão a pagar uma mensalidade menor.

Veja dois exemplos:

Salário atual (capital) Mensalidade até março Mensalidade a partir de abril
R$ 3.500,00 R$ 58 R$ 35 

 

 

Salário atual (interior) Mensalidade até março Mensalidade a partir de abrIL
R$ 2.500,00 R$ 34 R$ 25

 

 

De outro lado, para os salários acima de R$ 3.400 (interior e litoral) ou R$ 5.800 (capital), os valores das mensalidades ficaram mantidos, respectivamente, em R$ 34 e R$ 58, vigentes desde o início do ano passado.

Essas mudanças também têm como meta aumentar filiação de profissionais ao SJSP, fortalecendo a entidade num momento de grande luta em defesa dos direitos trabalhistas, da Previdência e do exercício profissional do jornalismo. Está em curso uma campanha de sindicalização em todo o Estado.

Como será feito o cálculo

Para os associados que pagam o SJSP por meio do desconto em folha, o próprio sindicato entrou em contato com os RHs das empresas para comunicar a mudança na forma de cobrança.

Quem paga pelos outros meios existentes – cartão de crédito, débito em conta ou boleto – deve enviar ao sindicato cópia de seu holerite. Assim, poderá ser feito o cálculo do valor para pagamento. Sem o envio desse comprovante, continuará a ser cobrado o valor da mensalidade fixa.

Atenção: como foi deliberado na assembleia orçamentária, a mensalidade proporcional é válida apenas para quem tem vínculo empregatício formal (CLT ou do setor público). Para os frilas, continua valendo a mensalidade fixa, e a categoria segue debatendo as formas de facilitar o ingresso desses profissionais no sindicato. Por isso, o comprovante a ser enviado para comprovação do salário tem de ser obrigatoriamente um holerite, ou documento equivalente, que comprove o exercício profissional e formal de atividade jornalística.

O holerite pode ser digitalizado ou fotografado e enviado para o e-mail sindicalizacao@sjsp.org.br