SJSP retoma atividades e reabre a Regional do ABCD

 
Durante a reunião plena da diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), realizada em fevereiro, foi oficializada a reabertura da...

abc1aabc1a

 

Durante a reunião plena da diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), realizada em fevereiro, foi oficializada a reabertura da Regional ABCD, cuja sede funcionará na CUT/ABC (Rua Senador Flaquer, 443, Santo André).

A regional renasce exatamente pela necessidade do SJSP poder ter mais força de atuação exatamente no berço do sindicalismo cutista, de onde surgiram lideranças como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou os ex-presidentes da Central, Jair Meneghelli e Vicente Paulo Silva (Vicentinho), entre outras lideranças. Na região há diversas publicações, rádios, TVs e assessorias de imprensa, onde atuam centenas de jornalistas  que sentiram a necessidade da retomada do Sindicato na região.

A direção provisória da Regional ABCD é formada pelos jornalistas Peter Suzano (coordenador), Vilma Amaro, Carlos Eduardo Bazilevski Aragão e Sandra Regina Pereira de Moraes e para sua retomada contou com a contribuição de Sindicatos cutistas da região, como os Químicos, Metalúrgicos e Bancários do ABC, além dos Servidores Municipais de São Bernardo do Campo, onde foram realizadas as reuniões de retomada da Regional ABCD. A solenidade de reinauguração está prevista para o dia 15 de abril, das 19 às 22 horas, no auditório do Sindicato dos Bancários do ABC (Rua Coronel Francisco Amaro, 87 - Santo André).

A Regional do ABCD teve importância histórica para os jornalistas, mas por uma série de fatores, deixou de funcionar na região, criando desde então um vácuo que a categoria decidiu se mobilizar para retomar as atividades. Desde o final de 2011, várias reuniões entre a direção do Sindicato e os jornalistas da região ocorreram para consolidar a reabertura da Regional.

Entre os ativistas mais conhecidos da antiga regional ABCD estava Julinho de Grammont, que foi diretor também do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, de 1984 e 1987 e presidente da Regional ABC entre 90 e 94. Ele era considerado um dos mais aguerridos jornalistas da imprensa sindical, sobretudo por conduzir o jornal “ABCD Jornal” durante a intervenção da ditadura militar sobre o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, transmitindo as notícias das greves e da militância política a despeito da censura imposta à “Tribuna Metalúrgica”.

 

Foto de Douglas Mansur - Diretoria provisória do ABCD com dirigentes do SJSP, durante reunião da Diretoria Plena