SJSP exige libertação de jornalista detido durante protestos

 
A direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) enviou no dia 12 de junho ofício à Secretaria de Segurança Pública no Estado de...

liberdade01liberdade01

 

A direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) enviou no dia 12 de junho ofício à Secretaria de Segurança Pública no Estado de São Paulo exigindo esclarecimentos e a imediata libertação do jornalista Pedro Ribeiro Nogueira, do Portal Aprendiz, que foi detido arbitrariamente durante os protestos contra o aumento das tarifas do transporte público na noite do dia 11.

No ofício enviado pelo SJSP, a entidade reforça a condição de jornalista de Pedro e diz que sua prisão arbitrária fere a liberdade de imprensa. “Ele é inscrito junto ao Ministério do Trabalho e Emprego MTb como Jornalista Profissional Diplomado, trabalha para o Portal Aprendiz (www.aprendiz.uol.com.br), que estava presente à manifestação contra o aumento da tarifa do transporte publico ocorrida em 11/06/2013, realizando trabalho de cunho jornalístico, conforme assegura o Decreto-Lei n° 972/69, que regulamenta a profissão. Desta forma, configura a prisão um atentado a “Liberdade de Imprensa”.

O Portal Aprendiz também divulgou nota informando que o profissional estava em serviço quando foi detido. "Na noite de ontem, o repórter do Portal Aprendiz, Pedro Ribeiro Nogueira, foi preso durante cobertura da manifestação contra o aumento da tarifa do transporte público na capital paulista. Assim como outros jornalistas, Nogueira foi agredido e detido pela Polícia Militar, embora estivesse apenas trabalhando na cobertura dos fatos", informa o texto.

O SJSP também manifestou sua solidariedade aos familiares do jornalista detido e se colocou à disposição do advogado do profissional para qualquer eventualidade.