Sindicato se solidariza com jornalistas de Cotia

Em reação a matéria de O Repórter Regional, prefeito da cidade desfere ataques pessoais

Por Redação - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo repudia ataques feitos pelo prefeito de Cotia, Rogério Franco, a jornalistas de O Repórter Regional. O jornal publicou matéria, no dia 15 de abril, em que apresentava dados indicando a existência de superfaturamento em contrato firmado pela Prefeitura de Cotia para fornecimento de pacotes de merenda a escolas da rede municipal.

A reportagem, de Valter Wolff e José Rossi Neto, ouviu o diretor da empresa responsável pelo kit de merenda, que apresentou suas explicações sobre os preços cobrados. Registrou ainda que a Prefeitura de Cotia foi procurada e não se posicionou sobre o assunto. O prefeito, numa live no dia 16, insinuou que a matéria havia sido encomendada e usou termos como “canalha vendido” e “vagabundo” para classificar um dos jornalistas, chamando a equipe do jornal de “irresponsável”. Durante a transmissão, apoiadores do político manifestaram-se também, de forma agressiva e com ameaças veladas. O prefeito depois excluiu o vídeo de sua rede social.

O Sindicato dos Jornalistas entende que é um direito do prefeito ou de qualquer pessoa criticar a reportagem e apresentar a sua versão dos fatos. Isso, porém, não se confunde com ataques pessoais ou intimidações. A liberdade de imprensa tem estado sob ameaça no Brasil atual. Atos violentos contra jornalistas se multiplicam, física ou virtualmente, nas redes sociais. Prestamos solidariedade aos jornalistas atacados, colocando-nos à disposição para eventuais medidas que queiram adotar.

Qualquer violência ou ameaça contra o trabalho dos jornalistas é um atentado à democracia.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo