Sindicato condena ataques e ameaças à Repórter Brasil

Por Redação - Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) condena os ataques digitais e as ameaças sofridas pelo site Repórter Brasil no início de 2021.

Para o SJSP, os ataques, que tiraram o site do ar e ameaçam seguir caso reportagens não sejam apagadas, desrespeitam a liberdade de imprensa, afrontam a democracia e impõem censura ao site, reconhecido pelas reportagens de denúncia de violações de direitos humanos.

As ameaças e ataques, que chegaram à uma tentativa de invasão física à sede da organização, são inconcebíveis em uma sociedade democrática e não podem ser tolerados. O SJSP coloca-se à disposição dos jornalistas da Repórter Brasil para somar-se às medidas judiciais já adotadas e solidariza-se com a organização que mantém o site jornalístico.

Ataques à Repórter Brasil

De acordo com informações da Repórter Brasil, o site da organização vem sendo alvo de uma série de ataques no início de 2021. Os ataques conseguiram derrubar o site por algumas horas no dia 6 de janeiro e os invasores ameaçam continuar a ação criminosa caso reportagens publicadas entre 2003 e 2005 não sejam apagadas do site.

Em nota, a Repórter Brasil informa que não atendeu e nem atenderá às tentativas de constrangimento ilegal, que impõem autocensura e, por isso, os ataques continuam.

Em 7 de janeiro, a sede da ONG que mantém o site sofreu uma tentativa de invasão física, que foi impedida pela chegada de vizinhos. Diante do ataque, a segurança foi reforçada e os criminosos seguiram ameaçando.

A Repórter Brasil informa que os ataques voltaram com força na última segunda-feira, dia 11, mantendo o site fora do ar por algumas horas. A equipe de segurança digital da ONG tem conseguido neutralizar a ação, mas a constante mudança de estratégia nos ataques tem gerado instabilidade no acesso ao site.

A Repórter Brasil já realizou boletins de ocorrência na Polícia Civil de São Paulo, bem como comunicou os ataques ao Ministério Público Federal e outras instituições competentes.