Repúdio às ameaças e intimidações contra jornalista Bruno Moretti

É grave a situação, relatada à polícia, de ameaças sofridas após publicação de notícia contrária a interesses de políticos da cidade de Agudos

Por Redação

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) repudia com veemência as ameaças e intimidações que o jornalista Bruno Moretti passou a sofrer após publicar em seu site uma notícia de decisão judicial contrária a um grupo político da cidade de Agudos.

Diante da grave situação de ameaça aos princípios democráticos e de risco à liberdade de imprensa, cabe esclarecer a cronologia dos fatos:

1 - O jornalista Bruno Moretti noticiou em seu site "Folha de Agudos" resultado de julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) recusando por unanimidade recurso do ex-prefeito Everton Octaviani, o que o impediria de disputar as eleições deste ano;

2 - Assim que a publicação foi ao ar, o jornalista relata que passou a sofrer gravíssimas ameaças, feitas a ele e a sua família, por meios eletrônicos (mensagens no celular). Ele registrou Boletim de Ocorrência (nº 1231/2020) na Delegacia de Polícia de Agudos e entregou à polícia mídias eletrônicas contendo as ameaças.

3 - Além das ameaças, o jornalista relata que sua casa passou a ser rondada com frequência por pessoas desconhecidas e carros não-identificados, o que ele considera mais um ato intimidatório.

4 - Por fim, o site do jornalista foi atacado por hackers e "derrubado" da internet, por duas vezes.

Diante dos fatos, o Sindicato dos Jornalistas de SP repudia os ataques ao jornalista e à liberdade de imprensa que ferem a democracia e o livre direito de informar, e cobra das autoridades policiais constituídas investigação rigorosa de uma situação inaceitável em um país que luta arduamente para manter sua democracia.

Bauru, 30 de setembro de 2020
 

Direção - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo