Representantes dos demitidos se reúnem com comprador da Ed. Abril

Comissão cobrou pagamento urgente dos demitidos e destacou que trabalhadores não são credores

Representantes dos Sindicatos dos Jornalistas, Gráficos e Administrativos e das comissões de demitidos das categorias se reuniram, na tarde deste dia 12 de fevereiro, com o comprador da Editora Abril, Fábio Carvalho. Veja abaixo o relato da Comissão dos Jornalistas Demitidos:

"Foi produtiva a reunião com o empresário Fábio Carvalho nesta tarde (12/2/19). Ele afirmou que já obteve a aprovação de dois bancos credores, faltando ainda o aceite do terceiro – o que deve ocorrer na próxima semana – para, então, declarar-se dono do Grupo Abril.

1) PAGAMENTO URGENTE -- Conversamos longamente sobre o Plano de Recuperação Judicial, mais detidamente sobre a Categoria I e dos profissionais freelancers listados indevidamente nas Categorias III e IV, já que são trabalhadores e não empresários. Carvalho garantiu que pretende fazer alterações no plano, melhorar as condições de pagamento dos nossos créditos. E nós reafirmamos a defesa de pagamento integral no menor tempo possível.

2) FUNCIONÁRIOS NÃO SÃO CREDORES -- Solicitamos o pagamento dos empregados da ativa, a quem a Abril deve a multa do PLR (o plano de participação nos lucros), e a retirada de seus nomes da lista de credores. Há uma petição do Sindicato dos Jornalistas ao juiz da RJ com este tema.

3) MUTIRÃO DE REVISÃO DE CRÉDITOS -- Outra petição à Justiça refere-se a uma audiência conciliatória pré-processual para corrigir erros nos valores publicados na segunda lista de credores. Informamos a Carvalho que os cálculos não foram explicados pela Abril ou Deloitte; e que a audiência proposta, que seria realizada no Centro Judiciário de Conciliação, evitaria uma explosão de ações trabalhistas. Nela, cada demitido refaria seus cálculos com um funcionário do RH da Abril, na presença de um mediador e sob o acompanhamento dos sindicatos.

4) NOVAS CONVERSAS – A reunião terminou com o empresário comprometendo-se a apresentar respostas pontuais aos nossos pleitos."