Rede TV pode ter bens penhorados para pagar jornalistas

 
 
Na semana passada, a 2ª Vara do Trabalho de Barueri homologou os cálculos do perito judicial, definindo os valores devidos aos jornalistas que fazem parte de uma...

redetv2redetv2

 

 

Na semana passada, a 2ª Vara do Trabalho de Barueri homologou os cálculos do perito judicial, definindo os valores devidos aos jornalistas que fazem parte de uma ação movida contra a Rede TV por descumprimento do dissídio coletivo de 2003.
Originalmente, cerca de 200 jornalistas integravam a ação. Porém, no curso do trâmite, 135 fizeram acordos individuais. Por esse motivo, serão beneficiados 65 jornalistas que decidiram aguardar o desfecho do processo.
Com a homologação dos cálculos, a Rede TV será notificada a efetuar o pagamento sob pena de penhora dos seus bens.
Afora isso, o Sindicato acompanha de perto o desenrolar da crise na Rede TV. Com a demissão de jornalistas, a diretoria negociou para que as homologações sejam feitas na sede do Sindicato e não na Delegacia Regional do Trabalho em Osasco, onde se situa a sede da empresa. Esta é uma garantia de que os funcionários receberão a rescisão dentro da lei.