Piracicaba: Cerceamento à liberdade de expressão

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo continua acompanhando o caso de cerceamento de liberdade de expressão contra profissionais da cidade de Limeira.
Nesta quinta-feira...

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo continua acompanhando o caso de cerceamento de liberdade de expressão contra profissionais da cidade de Limeira.

Nesta quinta-feira, dia 9 de fevereiro, o vereador da Câmara Municipal, Ronei Costa Martins (PT), enviou ofício ao Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, solicitando medidas para resguardar a integridade física, psicológica e moral de todas as pessoas ameaçadas, entre eles, os jornalistas e alguns vereadores.

Os repórteres do Jornal de Limeira (associado à Associação Paulista de Jornais - APJ), da Gazeta de Limeira e da TV Jornal foram ameaçados de morte após publicação de matérias com denúncias que pesam contra familiares do prefeito Silvio Félix (PDT) e sobre os trabalhos da Comissão Processante da Câmara de Limeira.

As intimidações eram feitas por e-mails, não assinados, e questionavam a cobertura jornalística feita pelos profissionais. As mensagens, vindas de provedores de acesso à internet desconhecidos e do exterior, foram enviadas após a operação do MP deflagrada em 24 de novembro, quando a esposa, filhos, parentes e outras pessoas próximas a Félix foram presas. Eles são investigados por suposto enriquecimento ilícito.