Mobilização para ato contra a reforma da Previdência ocorre por todo estado

Categorias foram às ruas alertar sobre proposta de Bolsonaro de acabar com a aposentadoria; Confira locais de manifestações por SP nesta sexta (22)

Por Rafael Silva - CUT São Paulo

Na manhã desta terça-feira (19), diversos sindicatos de categorias CUTistas saíram às ruas para mobilizar os trabalhadores e as trabalhadoras a participarem do ato contra a reforma da Previdência que ocorre na sexta, dia 22.

Em São Paulo, o ato de sexta está previsto para iniciar às 17h, em frente ao Masp. Pelo estado, outros atos estão programados para ocorrer (confira abaixo) por conta do Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, organizado pelas principais centrais sindicais do país – entre elas, a CUT.

Nas atividades desta terça, foram feitas panfletagens e diálogos com a população nos principais pontos de passagem. Na zona oeste da capital, os químicos conversaram com as pessoas que transitavam pela estação da Lapa e pelo Terminal Cachoeirinha.

Já pelo centro de São Paulo, os bancários e servidores municipais distribuíram panfletos de convocação do ato na Praça do Patriarca. No microfone, lideranças sindicais explicavam os motivos pelos quais a proposta do presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve ser derrotada.

No ABC Paulista, na Grande São Paulo, os sindicatos, a subsede da CUT, e movimentos sociais panfletaram em frente aos terminais de ônibus e estações de Mauá, Diadema, Santo André e São Bernardo do Campo. Os sindicalistas de Diadema também participaram de ações no metrô Jabaquara, na zona sul da capital.

Já na Baixada Santista, a mobilização ocorreu na barca de Santos e Guarujá e em frente à unidade local do INSS.

No interior, em São Carlos, metalúrgicos e servidores municipais foram pra porta das fábricas Electrolux e SAAE, ainda pela madrugada, dialogar com os trabalhadores. E em Sorocaba, as vestuárias se reuniram na empresa Diacon para entender o projeto que, se aprovado pelo Congresso, irá acabar com a aposentadoria de muitos brasileiros.

Em Itaquaquecetube, na Região Metropolitana, a mobilização ocorreu na Estação Engenheiro Manoel Feio.

Atos na sexta

São Paulo
A partir das 17h
Em frente ao Masp (Av. Paulista, 1.578)

São Carlos
A partir das 9h
Na praça em frente ao Mercado Municipal - Centro

Bauru
A partir das 14h
Audiência Pública na Câmara Municipal - Praça Dom Pedro II, 1-50 - Centro

Campinas
10h00 – Ato dos professores e Servidores Públicos no Largo do Rosário.
16h30 – Concentração para o ato e panfletagem na rua 13 de Maio e diversos terminais de ônibus
18h00 – Ato político com representante das centrais, das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, movimentos sociais e sindicatos

Grande ABC
7h – Caminhada com a participação dos sindicatos da região saindo da porta da Mercedes Benz e da Ford. 

Mogi das Cruzes
A partir das 10h
No Largo do Rosário (Praça da Marisa)

Ribeirão Preto
A partir das 17h
Concentração na Esplanada Dom Pedro II