Laura Capriglione: “Vamos juntos fortalecer essa grande ferramenta de luta”

Assista ao depoimento da jornalista para a web-série da Campanha de Sindicalização do SJSP

Por Redação - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

“O Sindicato dos Jornalistas é uma ferramenta de luta fundamental, que todos nós temos que defender nesse momento em que a profissão de jornalista está sendo tão gravemente ameaçada.” É assim que a jornalista Laura Capriglione, editora da rede de mídia Jornalistas Livres, começa o depoimento gravado especialmente para a web série produzida para a Campanha Permanente de Sindicalização do SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo), e que tem como mote Em legítima defesa, sindicalize-se!.

Ao convidar colegas e companheiros a participarem da vida sindical e da luta por direitos ameaçados, Capriglione relembra a importância histórica da entidade. “E o nosso Sindicato é um sindicato que, desde a redemocratização do Brasil, tem ocupado a linha de frente da defesa das liberdades democráticas, da liberdade de manifestação e expressão. Enfim, de todos os direitos”, destaca. 

Laura começou como editora da Folha de S. Paulo, dirigiu o Notícias Populares (SP) e foi diretora de novos projetos na Editora Abril, onde trabalhou também como repórter da revista Veja, quando conquistou o Prêmio Esso de Reportagem 1994, com a matéria “Mulher, a grande mudança no Brasil”, em parceria com Dorrit Harazim e Laura Greenhalgh.

Dirigiu também o Núcleo de Revistas Femininas da Editora Globo. De volta à Folha, dessa vez como repórter especial, participou da cobertura de casos de grande repercussão até 2014, de onde saiu para fazer parte da equipe fundadora da Jornalistas Livres, rede de coletivos originada na diversidade.

Acompanhe o depoimento de Laura Capriglione no minivídeo editado por Norian Segatto: