Jornalistas aprovam mensalidade proporcional

Categoria também aprovou o orçamento do Sindicato para 2019

Por Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Imagem: Pixabay/CCImagem: Pixabay/CCEm Assembleia Geral Ordinária realizada em 17 de dezembro, a categoria aprovou a mensalidade proporcio­nal a 1% do salário proposta pela direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP). Na assembleia, realizada concomitantemente na sede do SJSP e nas Regionais, os jornalistas também aprovaram o orçamento do Sindicato para 2019.

Com a alteração, a mensalidade cobrada pelo Sindicato passa a ser de 1% do salário bruto do jornalista com vínculo empregatício, mas limitada a R$ 34 no interior e R$ 58 na capital.

A direção do Sindicato explicou que a mudança visa facilitar e ampliar a sindicalização, sobretudo dos profissionais que ganham salários menores. A implemen­tação da mensalidade pro­porcional também é necessária para enfrentar a conjuntura político­-econômica difícil para o Brasil e para movi­mento sindical, num cenário em que, mais do que nunca, o Sindicato precisa ampliar a sindicalização para garantir a defesa dos jor­nalistas.

A mudança ocorre a partir de abril e oportunamente o SJSP informará as providências necessárias aos sindicalizados. Em caso de dúvida, o sindicalizado pode enviar mensagem para atendimen­to01@sjsp.org.br ou ligar para o fone (11) 3217-6299.

Cobrança proporcional não vai aumentar valor da mensalidade

Na assembleia, os sindicalistas ressaltaram que a proporciona­lidade não vai aumentar o valor da mensalidade. Para jornalistas com salários menores que R$ 3.400 (no interior e litoral) e que R$ 5.800 (na capital), haverá, inclusive, redução no valor da mensalidade.

Para o jornalista que não tem vínculo empregatício e paga por boleto, débito em conta ou cartão de crédito, será mantida a mensalidade fixa e com os atuais R$ 34 ou R$ 58 mensais.

Na assembleia, os profissionais também aprovaram a criação da mensalidade solidária, que será aplicada a partir de janeiro. Esse novo tipo de mensalidade é voltada ao jornalista que se dis­puser a pagar um valor mais alto ao Sindicato, tendo como referência R$ 60 para interior e litoral, e R$ 100 na capital.

A implementação da mensalidade proporcional terá uma primei­ra avaliação na Assembleia Geral Ordinária de pres­tação de contas do exercí­cio 2018, prevista para ocorrer em junho próximo.

Orçamento 2019
Além de deliberar sobre os novos tipos de mensalidade, os jornalistas também aprovaram a previsão orçamentária do Sindicato para 2019. A entidade continua com o desafio de ampliar sua autossustentação diante da “reforma” trabalhista que atacou o financiamento das entidades sindicais.

Também pesa sobre o orçamento do SJSP o pagamento da dívida com o extinto PSS- Médico (Plano de Saúde do Sindicato). Por isso, há diversas ações e campanhas previstas para o que ano que se inicia, tanto para aumentar a sindicalização quanto para aprimorar os mecanismos de cobrança dos que já são sindicalizados.

Diante do cenário de incertezas quanto à política e à economia do país, os jornalistas ainda deliberaram que a diretoria do Sindicato está autorizada a convocar assembleia extraordinária de revisão orçamentária durante o ano de 2019.