Jornais e Revistas: começa a campanha salarial 2019-2020

Confira a pré-pauta de reivindicações; pauta final será votada e aprovada em assembleia no dia 28 de março

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) deu início em março à Campanha Salarial 2019-2020 de Jornais e Revistas da Capital e também do Interior e Litoral. A data-base é em 1º de junho e a campanha começa debatendo a pré-pauta de reivindicações da capital nas empresas, com visita dos dirigentes do SJSP às redações. 

Nesta fase inicial, os jornalistas podem consultar a pré-pauta da capital e propor mudanças, inclusões e exclusões de pontos no texto que será entregue às empresas de comunicação, enviando sua proposta pelo e-mail jornalista@sjsp.org.br. A pré-pauta do interior e litoral será divulgada em breve. 

Após o debate e deliberação nas redações, a votação e aprovação da pauta final pela categoria será em 28 de março (quinta-feira), em assembleia às 12h e às 19h30, na sede do Sindicato (R. Rego Freitas nº 530, sobreloja, centro da capital). Na mesma data, ocorrem assembleias locais nas Regionais do SJSP para aprovação da pauta pelos jornalistas do interior e litoral (confira os endereços).

Prioridades

A correção dos salários e do piso salarial é prioritária para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e, diante da inflação anual variando perto dos 4% (INPC), a direção do Sindicato defende um aumento real de salários, com base no aumento da produtividade dos jornalistas que decorre do enxugamento das redações. Devido aos ataques a diversos direitos trabalhistas, a preservação das cláusulas existentes nas CCT’s também é prioritária, afirmam os sindicalistas.

Entre outros pontos, as convenções contemplam direitos como piso e antecipação salarial até o dia 20, auxílio creche, multa por atraso de pagamento, respeito à jornada contratada em caso de home office e fornecimento de equipamentos de segurança, num total de 69 cláusulas nas convenções da capital e do interior.

Na Campanha Salarial 2019-2020, o objetivo da direção do SJSP também é incluir nas CCTs cláusulas que protejam os jornalistas contra a desregulamentação causada pela “reforma” trabalhista, tais como a manutenção da homologação de demissões no Sindicato e garantia da extensão da convenção a todos os jornalistas.

Logo após a entrega da pauta, começa formalmente o período de negociação com o sindicato patronal. 

Assembleia de aprovação da pauta das Campanhas Salariais
Data/horário: 28 de março de 2019 (quinta-feira) - 12h e 19h30
Local: Sede do SJSP - Rua Rego Freitas nº 530 - Sobreloja - Vila Buarque (Metrô República ou Higienópolis Mackenzie)

Veja a íntegra do edital da Assembleia Geral

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS NO
ESTADO DE SÃO PAULO

CNPJ/MF n.º 62.584.230/0001-00


EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, através de seu diretor Presidente, ao final assinado, nos termos dos estatutos sociais e legislação aplicável, CONVOCA todos os jornalistas profissionais no estado de São Paulo que prestam serviços nas empresas de Jornais e Revistas da Capital, que este edital virem ou dele tomarem conhecimento, a participarem da Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se no dia 28 (vinte e oito) do mês de março de 2019, às 12h00 (doze horas)  em primeira convocação com a presença de metade mais um dos associados em dia com suas obrigações estatutárias e às 19h30 (dezenove horas e trinta minutos) em segunda convocação com a presença de qualquer número de jornalistas associados ou não, a ser realizada na cidade de São Paulo, na rua Rego Freitas, n.º 530, sobreloja, centro; para discutirem e deliberarem sobre a seguinte pauta: 1) Deliberar sobre a PAUTA DE REIVINDICAÇÕES a ser encaminhada ao Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas da capital - SINDIJORE; 2) Encaminhamentos da Campanha Salarial 2019/2020; 3) Contribuição Assistencial e 4) Autorização para o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, através de seu diretor Presidente, realizar negociações e assinar nova Convenção Coletiva de Trabalho com o Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas da Capital do Estado de São Paulo - SINDIJORE e, na hipótese de não lograr êxito nas negociações, autorizar o mesmo Sindicato, da mesma forma, a instaurar instância suscitando Dissídio Coletivo em face do Sindicato patronal referido, perante o Egrégio Tribunal Regional do Trabalho.

São Paulo, em  23 de Março de 2019.

PAULO LEITE MORAES ZOCCHI
Presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo