Editora Três: Sindicato reivindica pagamento integral de rescisão para demitidos

 
 
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo se reuniu na manhã desta quinta-feira, dia 5 de janeiro, com representantes da Editora Três...

logo-editora-treslogo-editora-tres

 

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo se reuniu na manhã desta quinta-feira, dia 5 de janeiro, com representantes da Editora Três, detentora da revista IstoÉ, para discutir as demissões de 5 jornalistas da capital e dois correspondentes do Rio de Janeiro. A entidade solicitou o pagamento integral da rescisão e manutenção do convênio médico para os jornalistas demitidos que tiverem interesse. A empresa queria pagar em várias parcelas.

A direção da empresa disse que na próxima semana apresentará uma proposta com os pontos reivindicados e reiterou que as dispensas foram efetuadas devido a "adequação econômica". O Sindicato submeterá a proposta a avaliação dos jornalistas demitidos.

Segundo o presidente do Sindicato, José Augusto Camargo (Guto), a expectativa é de que a empresa cumpra de fato o pagamento integral destes trabalhadores - preservando assim os direitos trabalhistas conforme prevê a lei -  já que é de conhecimento público o crescimento de assinaturas e publicidade da revista nos últimos tempos.

“Os encaminhamentos deste processo serão analisados pelos profissionais demitidos – eles que definirão o rumo da negociação a partir da proposta que será apresenta pela Editora Três”, disse Guto.