Demissões na Abril: divulgada nova lista de credores

Nova listagem traz inclusão de credores e correção de valores. Assembleia para aprovar ou não o plano de recuperação judicial da editora é no próximo dia 17 de abril

A segunda lista de credores da recuperação judicial (RJ) do Grupo Abril foi publicada no último dia 19 (terça-feira) pela 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Estado de São Paulo. Em tese, a listagem organizada pela Deloitte, consultoria que administra a RJ da empresa, deve trazer a correção de valores aos quais os demitidos em massa pela editora apontaram divergências. Confira a lista na íntegra.

A nova assembleia de credores que vai aprovar ou não o plano de recuperação judicial da Abril ocorre em primeira convocação no dia 17 de abril (quinta-feira), às 13h, no Clube Homs (Av. Paulista nº 735), com cadastramento no local partir das 10h. A segunda convocação será no dia 24 (quarta-feira) do mesmo mês. 

Na tarde da segunda-feira (18), também ocorreu um novo diálogo entre representantes dos sindicatos e da Comissão de Demitidos da Abril com o empresário Fábio Carvalho, que conduz a compra do grupo, além de um representante da direção da editora.

Nesta segunda reunião com Carvalho, o SJSP reforçou a defesa do pagamento integral dos débitos aos jornalistas demitidos e no menor tempo possível, assim como aos profissionais freelancers que, para o Sindicato, devem ser tratados como os trabalhadores da Classe 1 da recuperação judicial, ou seja, com direito a receber seus créditos como verba alimentar porque não se tratam de empresas.

Houve avanço quanto à realização de um mutirão de revisão de créditos, proposto na primeira reunião com o empresário, em 12 de fevereiro. O mutirão teria participação da Comissão de Demitidos da Abril, dos sindicatos e da editora para que dirimir as dúvidas e cálculos sobre os valores dos créditos devidos. 

Na comparação com a primeira listagem, muitos freelancers que faltavam foram incluídos na segunda, afirma o advogado Raphael Maia, coordenador jurídico do SJSP. A partir da divulgação da nova lista, ele explica que será possível avaliar as correções já realizadas para que o mutirão seja organizado.

“A reunião foi importante porque avançamos em alguns pontos, como esse mutirão de conferência das verbas rescisórias. Como as demissões foram sob a égide da ‘reforma’ trabalhista, não houve sequer a homologação, e muitos dos demitidos não têm nem uma informação sobre o que exatamente foi incluído ou não como crédito”, diz o coordenador jurídico.

Nova assembleia de credores: envie sua procuração ao Sindicato

Para garantir a defesa dos direitos dos demitidos, é fundamental o Sindicato dos Jornalistas contar com os votos de todos na assembleia de credores, por meio de procuração que o demitido deve encaminhar o mais breve possível ao SJSP. Quem já entregou a procuração para a primeira assembleia, realizada em outubro de 2018, não precisa entregar o documento novamente.

Para quem ainda não entregou, as instruções são as seguintes:
a) imprima o modelo de procuração disponível em http://bit.ly/ProcuracaoSJSP;
b) preencha e assine;
c) escaneie e envie por e-mail para o Sindicato (assessoriajuridica@sjsp.org.br), com o assunto PROCURAÇÃO JORNALISTA EDITORA  ABRIL.

Saiba tudo sobre as demissões em massa e o calote da Abril