Categoria aprova proposta patronal e encerra campanha salarial de jornais e revistas do interior

Em assembleia realizada na última terça-feira (15), jornalistas do interior, litoral e Grande São Paulo aprovaram por unanimidade a proposta patronal. A direção do SJSP e a categoria entenderam que, embora não seja o melhor, foi o possível diante da situação de crise agravada pela pandemia.

“Jornalistas do interior, litoral e Grande São Paulo foram os que mais sofreram com as péssimas decisões do governo federal em autorizar a redução de jornada e salários. O setor já vinha com dificuldades e as redações, cada vez mais enxutas, sobrecarregam os que ficaram. Ainda assim houve demissões durante a pandemia, fato absurdamente estranho uma vez que o argumento da redução de salário e jornada era exatamente para evitar demissões”, destacou José Eduardo, secretário do interior.

A proposta, que já foi encaminhada para o sindicato patronal e deverá ser assinada nos próximos dias, corrige as cláusulas econômicas pela inflação do período (2,05%) a partir de 1º de dezembro. Os valores de acréscimo do 13º salário poderão ser acertados em até quatro vezes, nas folhas de janeiro a abril de 2021. (Veja os valores no quadro ao lado)

As demais cláusulas da Convenção Coletiva foram renovadas até 31 de maio de 2021. Além disso, incluiu-se a cláusula que prevê a criação de uma comissão paritária a partir de fevereiro de 2021 para negociar até abril de 2021 uma cláusula sobre teletrabalho (home office).