Assembleia geral do sindicato aprova orçamento de 2020

Novos valores de mensalidades fixas são de R$ 60,00 (capital) e R$ 38,00 (interior e litoral)

A assembleia geral do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), realizada em 18 de dezembro, definiu o orçamento da entidade para 2020, assim como os novos valores de mensalidades fixas ao sindicato e de Contribuição Assistencial. A proposta orçamentária apresentada pela direção do SJSP (leia mais aqui) foi debatida e aprovada pelos participantes da assembleia.

No ano que vem, prevê-se que as mensalidades dos sindicalizados representarão mais da metade do que o sindicato arrecadará para custear as suas atividades. O valor estimado para a captação com mensalidades é de R$ 1,42 milhão – 55,9% da previsão geral de R$ 2,54 milhões de receitas.

As mensalidades fixas terão pequeno reajuste a partir de janeiro. Na capital, de R$ 58,00 para R$ 60,00. No interior e litoral, de R$ 34,00 para R$ 38,00. Os valores atuais estão vigentes desde 2017, e a correção se fez necessária diante da elevação geral de custos das atividades do sindicato. As mensalidades proporcionais, para quem tem vínculo empregatício, mantêm-se em 1% do salário bruto, com teto de R$ 60,00 (capital) e R$ 38,00 (interior e litoral).

Para os pré-sindicalizados (estudantes de Jornalismo), o valor semestral irá de R$ 15,00 para R$ 18,00.

A contribuição assistencial, que é cobrada mensalmente de todos os jornalistas não sindicalizados que são empregados em empresas jornalísticas, terá elevação de R$ 26,00 para R$ 28,00 na capital e de R$ 13,00 para R$ 15,00 no interior e litoral. Os jornalistas que se sindicalizam deixam automaticamente de sofrer esse desconto, pagando somente a mensalidade.

Situação de déficit

O principal objetivo do sindicato, em sua política financeira, é fazer com que as mensalidades sejam a sua principal forma de sustentação. É a arrecadação que depende única e exclusivamente dos próprios jornalistas.

Por isso mesmo, a campanha de sindicalização e o esforço para que todos paguem em dia as suas mensalidades continuam sendo centrais na previsão de atividades do sindicato. A presença constante da entidade nos locais de trabalho e na defesa dos interesses dos jornalistas é que poderá fazer com que mais e mais colegas ingressem no SJSP e o mantenham como instrumento de luta da categoria.

Para 2020, a estimativa de receitas é de R$ 2,54 milhões. As despesas somam 2,45 milhões, o que resulta em saldo positivo de aproximadamente R$ 90 mil. A esses valores devem ser somadas ainda as dívidas a serem pagas, num total de R$ 251 mil. O SJSP quitou em 2019 a dívida do maior credor do antigo plano de saúde (PSS), mas ainda há valores a pagar de outros credores.

O saldo final, considerando-se os valores de dívidas a serem pagas, é negativo em cerca de R$ 160 mil. Ou seja, mantém-se a situação de déficit do sindicato. É possível que esse valor seja reduzido ou mesmo zerado, com base em outras entradas de doações provenientes de processos do Departamento Jurídico.

Foi aprovada a autorização para que a direção do SJSP convoque uma assembleia de revisão orçamentária, no ano que vem, caso verifique que há problemas para o cumprimento das metas aprovadas, ou se surgirem fatos novos que justifiquem rediscutir a previsão de receitas e despesas.