Assembleia no SJSP debate ações para jornada contra a reforma da Previdência

Engajamento da categoria na Jornada de Luta Contra a Reforma será discutida em Assembleia Geral na próxima sexta (16), na sede do Sindicato

Por Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) convoca para Assembleia Geral que se realiza no próximo dia 16 (sexta-feira), a partir das 12h, na sede da entidade, para discutir ações para participação da categoria na Jornada de Luta contra a Reforma da Previdência, que ocorre em todo o país em 19 de fevereiro (segunda-feira).

Organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), à qual o SJSP é filiado, e pelas demais centrais, a mobilização nacional visa pressionar o Congresso e barrar a votação da reforma previdenciária, prevista para o próximo dia 20 (terça-feira, na Câmara dos Deputados. Na cidade de São Paulo, o Sindicato participa do ato público em 19 de fevereiro, a partir das 16h, no vão livre do Masp, na Av. Paulista nº 1578. 

Sindicato dos Jornalistas na greve contra a reforma previdenciária

A reforma proposta pelo governo ilegítimo de Michel Temer (MDB) aumenta o tempo de contribuição e a idade mínima para aposentadoria para todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil e, no caso dos jornalistas, representa mais uma retirada de direitos da categoria.

Como recorda a direção do Sindicato, os profissionais já foram penalizados em 1997, depois que o então presidente Fernando Henrique Cardoso revogou a Lei 3.529/59, levando à perda do direito à aposentadoria especial dos jornalistas, com remuneração integral, aos 30 anos de trabalho para os homens e aos 25 anos para as mulheres.

Calcule seu tempo para aposentadoria de acordo com as regras atuais e a partir das mudanças propostas na reforma acessando o aposentômetro.

Saiba mais sobre os mitos e verdades do déficit da previdência.