Americana: mais demissões no TodoDia em represália à greve

Após greve contra atraso de pagamentos, são cinco os jornalistas demitidos

A direção do jornal TodoDia, de Americana, demitiu mais três jornalistas na terça-feira (19), totalizando cinco demissões desde a greve realizada pelos profissionais, no último dia 8 de dezembro, em protesto contra a empresa por descumprir o acordo judicial para pagamento de salários atrasados. Na ocasião, o jornal também anunciou que não vai pagar 13º salários aos trabalhadores e trabalhadoras em 2017.

Logo após a greve, em 11 de dezembro, a direção do jornal demitiu um editor, na semana seguinte demitiu um jornalista e na última terça-feira dispensou outros três profissionais – todos participantes da greve por falta de pagamento.

Como atualmente cerca de 10 jornalistas são responsáveis pela publicação, as demissões representam metade da redação e mais precarização do trabalho, criticam os dirigentes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP).

Para os sindicalistas, a atitude da direção do TodoDia caracteriza prática antissindical e o jurídico da entidade está tomando as medidas cabíveis quanto às demissões e aos atrasos de pagamentos.  Os dirigentes do SJSP também cobraram explicações da empresa e a direção do jornal prometeu dar uma resposta nesta sexta-feira (22).

Escrito por: Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo