banner-site-sindicalize-se

Ter, 02 de Maio de 2017 00:00    PDF Imprimir E-mail
Liberdade de imprensa: Sindicato tem audiência com Geraldo Alckmin na segunda (8)

A crescente violência policial contra os jornalistas é a pauta do encontro

argaiv1316


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo participa de audiência com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) na próxima segunda-feira (8) para tratar da violência policial sofrida pelos jornalistas de texto e de imagem sobretudo durante a cobertura de manifestações e protestos populares. A audiência havia sido marcada para esta segunda (3), mas pela terceira vez a data foi alterada a pedido do governo do estado. 

O ano de 2013 marca o aumento das violações contra os jornalistas durante o exercício profissional e desde então o Sindicato tem denunciado os casos e buscado diálogo com o governo Alckmin, mas o SJSP nunca teve resposta da gestão estadual.

O Sindicato defende a adoção de protocolos de atuação para a Polícia Militar, bem como a apuração das violações e punição dos responsáveis, mas o posicionamento da entidade é pela desmilitarização da polícia por ser um modelo herdado durante a ditadura no Brasil.

Entre as várias ações realizadas pelo SJSP, a entidade promoveu uma audiência pública, em setembro passado, em conjunto com a Promotoria de Justiça de Direitos Humanos do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP).

Na ocasião, diversos profissionais relataram a violência sofrida nos últimos cinco anos. As denúncias foram reunidas num inquérito civil instaurado para apuração dos casos e, no último dia 13 de março, a Promotoria expediu uma recomendação à Polícia Militar para que a corporação garanta a atuação livre e segura dos jornalistas em manifestações populares. A PM tem um prazo de 90 dias para informar ao MP-SP sobre as providências a serem adotadas.

Violações desde 2013 são maiores do que em 10 anos

Dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) demonstram que a violência contra jornalistas é maior nos últimos anos do que em uma década – foram 219 agressões e impedimentos ao exercício profissional no país entre 2002 e 2012, e mais de 300 casos de junho de 2013 até o final do ano passado, dos quais quase 50% em São Paulo.

Considerando somente as estatísticas de 2016, dos 161 registros de violência em todo o Brasil, 71 (44%) foram na região Sudeste e, destes, 44 (27%) ocorreram em São Paulo, fazendo do estado o protagonista das agressões, ameaças, prisões arbitrárias e outras formas de cerceamento à liberdade de imprensa, aponta o Relatório de Violência contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa da Fenaj.

Dos casos ocorridos em São Paulo, 70% (31) foram na capital paulista e outros 30% em municípios de todas as regiões do estado. Na comparação com 2015, o aumento foi de 83% e, considerando somente as agressões físicas, o crescimento foi de 155%, com um salto de nove para 23 registros no ano passado.

Leia também:
Violência contra jornalistas: Ministério Público envia recomendação à PM de São Paulo
Violência contra jornalistas no Brasil cresce 17,52% em 2016, aponta relatório da FENAJ
Jornalistas denunciam violência policial ao Ministério Público

Escrito por: Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Foto: Cadu Bazileviski

Alterado em 26/04/2017 às 19h37 para atualização de informações

 

Expediente

Portal Oficial do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

 

Presidente

Paulo Zocchi

Secretária de Comunicação 

Lílian Parise

 

As matérias assinadas não representam necessariamente a opinião da diretoria.


Editora
: Flaviana Serafim

Designer: Victor Paoluk


Contatos

Tel:(11) 3217-6299

Fax:(11) 3256-7191

e-mail: jornalista@sjsp.org.br

Facebook: http://www.facebook.com/SindicatoJornalistasSP

Twitter: http://twitter.com/JornalistasSP

Entidades parceiras

fenaj_186x44

cut_469x154

fij_140x140

Endereço

Rua Rego Freitas,530 - Sobreloja
Vila Buarque - SP - CEP: 01220-010
Fone: 11 3217 6299

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.

Mantido por Pandora
ankara escort bayan ankara escort ankara escort beylikdüzü escort taksim escort pendik escort kurtköy escort şişli escort mecidiyeköy escort mobil porno kayseri escort rus porno altyazılı porno ankara escort bayan